LISBOETAS ESCOLHEM PROPOSTAS DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

0

A cidade em diálogo sobre processos participativos é o tema dos debates, iniciados no dia 15 de abril e que terminam no próximo dia 24, sobre as propostas para Lisboa do Orçamento Participativo, cuja votação decorre até 28 de abril.A cidade de Lisboa vai estar em diálogo até ao próximo dia 24 de abril, para falar sobre processos participativos. Helena Roseta abriu o ciclo de quatro tertúlias que vão ser também palco para a apresentação dos projetos que estão em votação no Orçamento Participativo, até ao próximo dia 28.

Os debates acontecem na nova Loja Lisboa Participa, no Largo de São Julião, n.º 9, pondo em destaque algumas das ideias que as pessoas tiveram para a cidade, em diferentes áreas.

O Orçamento Participativo começou já a fase de votação, este ano com várias novidades: para além da votação no site e por sms, os interessados podem também escolher os projetos presencialmente na Loja Lisboa Participa, ou no Posto Móvel de Votação.

Este posto móvel já começou a rodar pelos diversos pontos mais frequentados da cidade, desde os interfaces de transportes às praças e artérias, sendo mais uma forma de contacto e divulgação dos projetos apresentados ao OP.

Convite ao Diálogo

Assim, no dia 15 de abril realizou-se a Tertúlia #1 – Cogovernação – “A utilidade de priorizar em cenário de cogovernação e na tomada de decisão”. Com Helena Roseta, deputada na AR / presidente da Assembleia Municipal de Lisboa; Paulo Quaresma, Câmara Municipal de Loures, Sandra Alves, Amigos do B2M, Moderador: Margarida Santos, ISCTE – IUL





E, no dia 17 de abril, foi a vez da Tertúlia #2 Tecnologia “Tecnologia e Novos meios de Produção de Comunicação”. Com Sandra Oliveira, 4Change, Bernardo Gonçalves, My Polis; João Tremoceiro, Centro de Gestão e Inteligência Urbana de Lisboa. Moderador: Paulo Santos, CML.

No dia 23 de abril, é a vez da Tertúlia #3 Colaboração “A importância da colaboração entre diferentes sectores da administração pública – agilidade de pelouros/departamentos e divisões em contexto autárquico em Lisboa” (dia 23 de abril). Com Rui Martins, Vizinhos do Areeiro, Miguel Pinho, proponente do projeto OP Caracol da Penha; Sandra Godinho, Departamento de Relação do Munícipe e Participação, Miguel Brito, Departamento de Desenvolvimento Local. Moderadora: Irina Gomes, ISCTE – IUL.

A 24 de abril, realiza-se a Tertúlia #4 Visão e Utopia “As utopias são apenas realidades por concretizar…” – A capacidade de imaginar e projetar mudanças e futuros tem sido a grande alavanca do desenvolvimento e do progresso. Com Rogério Roque Amaro, ISCTE IUL, Teresa Craveiro, Urbanista e deputada na AML, Lívia Tirone, Redundance, tendo como moderadora: Isabel Raposo, da Faculdade de Arquitetura de Lisboa

Cada sessão (tertúlia + apresentação de propostas + sunset) terá a duração de três horas: das 18h-19h30 (Discussão); 19h30-20h (apresentação de programas da CML que incentivam a participação e propostas de OP em votação que se inscreveram para estarem presentes); e entre as 20h-21h (Sunset)

Edição impressa em download  Jornal-OL7-caderno-OP.pdf | Leia no seu computador ou telemóvel

Escreva aqui o seu comentário...