Após terem desfilado na Av. Luísa Todi, as Marchas Populares de Setúbal, um dos maiores eventos da cultura popular da cidade sadina, voltam a desfilar hoje e amanhã na praça de Touros Carlos Relvas.

O ator setubalense Fernando Luís é o presidente do júri do concurso das Marchas Populares de Setúbal 2019, cuja festa arrancou no dia 22 de junho com o habitual desfile na Avenida Luísa Todi, com a participação de oito coletividades do concelho. Milhares de pessoas marcaram presença para assistir ao maior evento de cultura popular da cidade sadina.

Antes do desfile das oito marchas a concurso, também participaram a APPACDM, a Marcha Infantil da Perpétua Azeitonense e a Marcha Infantil Bicross, que mostraram aos milhares de visitantes, que a tradição das marchas tem o futuro assegurado. O final do primeiro dia de desfile terminou em clima de festa com os marchantes a cantar em coro a Grande Marcha de Setúbal, com a madrinha Joana Lança.

O ator Fernando Luís que participou, entre outras, na série “Inspetor Max”, com enredo centrado em Setúbal, «é um excelente e consagrado ator», notou o vereador da Cultura da Câmara Municipal, Pedro Pina, realçando que Fernando Luís disponibilizou-se “de imediato” e “de uma forma muito humilde” ao convite de presidir ao júri do concurso setubalense, do qual fazem ainda parte Ricardo Crista, em cenografia, Diana Vieira, na área da coreografia, Rita Melo, nos figurinos, Ester Correia, na letra, e António Laertes, na música.

Este ano, voltou a cumprir-se a tradição setubalense, com as marchas populares a desfilarem pela Avenida Luísa Todi na noite do dia 22. É António Maria Eusébio quem as guia, em celebração do bicentenário do seu nascimento. Pela avenida, todas as marchas interpretam «Calafate, o Cantador da Cidade».

«Expressão maior do associativismo e da cultura popular da cidade», as marchas de Setúbal «movimentam, em cada território, bairro e freguesia, um número de pessoas tão diferentes», vincou o vereador Pedro Pina, aludindo aos marchantes e ao pessoal responsável pela construção do certame, como as costureiras, os carpinteiros e os soldadores.

O programa das Marchas Populares de Setúbal 2019, certame realizado com o apoio da Europrol, culmina nos dias 28 e 29, igualmente às 22h00, com desfiles na Praça de Touros Carlos Relvas, numa festa que «continua a ser ponto de união entre os setubalenses», sublinhou o autarca.

Participam nas Marchas Populares de Setúbal 2019 a União Desportiva e Recreativa das Pontes, com o tema “Setúbal Varina, num Perfeito Dialeto”, o Núcleo dos Amigos do Bairro Santos Nicolau, com “Tradições de um povo num rio beijado pelo sol”, e o Clube Recreativo Palhavã, com “P’ra que horas é o aviso?”.

A União Cultural, Recreativa e Desportiva Praiense apresenta “Com o Mar Aqui tão Perto”, enquanto a Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense desfila com o tema “Música maestro”.

O Núcleo Bicross de Setúbal apresenta a concurso o tema “No coração, a nossa marcha é rainha”, o Grupo Desportivo Setubalense “Os 13”, “Das salinas aos bailaricos pelo meio um namorico” e o Grupo Desportivo Independente inspira a marcha na temática “Choco frito, o sabor que só Setúbal tem”.

Os desfiles contam ainda com as participações especiais, extraconcurso, da marcha da APPACDM de Setúbal, com “A música do meu silêncio!”, e das marchas infantis da Perpétua Azeitonense e do Núcleo Bicross de Setúbal, com as temáticas “Moinhos da nossa terra” e “Ligeiras vão saltitando”, respetivamente.

As entradas simples em ambos os dias do concurso custam 2,5 euros. Os bilhetes para lugares sentados têm o valor de 3,5 euros, enquanto os acessos aos camarotes têm o preço de quatro euros por pessoa. As crianças até 10 anos não pagam.

Transmissão em direto hoje e amanhã em: https://www.facebook.com/JornaldasMarchas/

Pela avenida, todas as marchas interpretam «Calafate, o Cantador da Cidade».

Grupo Desportivo Independente | Vencedor do Concurso de Marchas Populares de Setúbal 2018.

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.