NOS ALIVE REGRESSA AO PASSEIO MARITÍMO DE ALGÉS NOS DIAS 6, 7, 8 E 9 DE JULHO

O Festival NOS Alive regressa ao Passeio Marítimo de Algés já na próxima quarta-feira, dia 6 de julho. A edição de 2022 realiza-se após dois anos de paragem forçada e terá uma duração de quatro dias.

 A última edição com quatro dias realizou-se em 2011. Ao Olhar Oeiras, o diretor da Everything Is New, promotora do NOS Alive, Álvaro Covões, adiantou que “são esperadas cerca de 210 mil pessoas” durante os dias do festival, “desenhado de propósito para o Passeio Marítimo de Algés”.

“Este espaço, para além do Alive, recebe também outros concertos, como recebeu por exemplo os Guns’n Roses, e é uma zona privilegiada”, disse ainda Álvaro Covões, acrescentando que “Oeiras é o centro da Área Metropolitana de Lisboa, porque à esquerda temos Lisboa e Loures, à direita Cascais e Sintra, atrás temos o concelho da Amadora e à frente temos os concelhos da Margem Sul”, pelo que, na sua perspetiva, “faz todo o sentido que o Nos Alive seja realizado no Passeio Marítimo de Algés”, que para além destes fatores todos, conta ainda com diversas acessibilidades, “tais como o comboio ou os autocarros, por exemplo”.

A 14ª edição do NOS Alive deverá contar com “cerca de 45 mil espetadores no primeiro dia e cerca de 50 mil nos outros três dias”, conforme adiantou Álvaro Covões ao Olhar Oeiras, acrescentando que, nesta edição, irão estar presentes “98 nacionalidades”. O evento tem como lema “O Melhor Regresso de Sempre”, sendo que está de volta após dois anos de paragem forçada, devido à pandemia da Covid-19. O diretor da Everything Is New mostrou-se feliz pelo regresso do NOS Alive, que tem “seis mil pessoas a trabalhar todos os dias, pessoas estas que estavam impedidas de trabalhar há dois anos”.

Pelo palco principal do NOS Alive vão passar nomes como The Strokes, Florence + The Machine, Metallica, Imagine Dragons e os portugueses Da Weasel. A banda volta-se a juntar após 12 anos e são cabeças de cartaz do último dia do festival. Para Álvaro Covões, “este é o primeiro festival com um nome português como cabeça de cartaz”.

Para além do palco principal, o NOS Alive conta ainda com o palco WTF Clubbing, que terá a atuação de vários DJ’s e ainda de artistas como Pedro Mafama, Da Chick, entre outros; e o Palco Heineken, onde irão passar nomes como Dino D’Santiago, Três Tristes Tigres ou Manel Cruz.





Ao mesmo tempo, o festival terá ainda a Rua EDP, onde se poderá assistir a atuações de fado e a uma roda de samba no EDP Fado Café, o Palco Comédia e ainda o Coreto, onde novos artistas se dão a conhecer, como é o caso de Bokor, que fez uma pequena atuação para a comunicação social, que foi convidada a conhecer, em primeira mão, o recinto do NOS Alive.

O festival terá também uma zona dedicada a grávidas e várias zonas VIP, geridas pelas marcas que patrocinam o NOS Alive, bem como uma àrea para tirar selfies. O principal patrocinador do evento é a NOS, que reforçou a rede fixa no local e instalou ainda 10 antenas 5G, assim como cerca de “500 quilómetros de fibra óptica”, conforme salientou a diretora de comunicação corporativa da marca, Margarida Nápoles, durante a mesma visita. Este será o segundo ano em que o evento irá disponibilizar a rede 5G, após a NOS ter realizado uma experiência com esta tecnologia na edição de 2019 do NOS Alive.

Nr: Noticia atualizada a 5 julho

Quer comentar a notícia que leu?