ODIVELAS CELEBRA ANIVERSÁRIO SEM FESTAS

0

Amanhã, 19 de novembro, Odivelas comemora o 22º aniversário de elevação a concelho. Mas, dada a pandemia, este ano não vão existir celebrações oficiais, nomeadamente a atribuição das condecorações municipais e o prémio de mérito educativo.

A Câmara de Odivelas celebra, amanhã, o seu 22.º aniversário, sob o signo do progresso, de desenvolvimento territorial e de coesão social que «se tem vindo a afirmar no concelho de Odivelas», refere a autarquia em comunicado.

Todavia, dada a crise sanitária, este ano não vão existir comemorações oficiais que, como salienta o comunicado da edilidade, serão «agendadas logo que as condições de saúde pública o permitam».

Assim, segundo a autarquia, não será realizada a habitual sessão solene que homenageia um conjunto de individualidades ou entidades que, por mérito pessoal, por feitos cívicos, por exemplar dedicação à causa pública ou por assinaláveis serviços prestados e merecedores de público reconhecimento, tenham dado o seu contributo para o engrandecimento e a dignificação do Concelho de Odivelas.

Nesta data é, igualmente, «tradição prestar homenagem a um conjunto de alunas e alunos dos estabelecimentos de Ensino Secundário do Concelho de Odivelas que se evidenciaram, não apenas pelas suas classificações, como também por atitudes e valores de referência demonstrados. Mas, face ao contexto adverso e à exigente situação pandémica que atravessamos, não se torna, assim, possível promover a cerimónia solene de atribuição das Condecorações Municipais e do Prémio de Mérito Educativo Municipal».

Azulejos do Concelho de Odivelas»


Por outro lado, integrada nas comemorações do aniversário do município vai ser lançado na sexta-feira, 20 de novembro, nos Paços do Concelho, a edição municipal «Azulejos do Concelho de Odivelas», da autoria de Miguel Ferreira (técnico municipal aposentado).

Esta edição constitui um primeiro levantamento efetuado ao património «azulejar» existente no concelho, no âmbito da valorização e salvaguarda do património.

O livro aborda o conceito de azulejo, a sua importância, dando destaque à presença dos azulejos em monumentos como o Mosteiro de Odivelas e o Padrão do Senhor Roubado, e ainda em igrejas de referência como a Igreja Matriz de Odivelas, a Igreja Matriz da Póvoa de Santo Adrião, a Igreja Paroquial de Caneças, e a Igreja da Sagrada Família e a Capela de Santa Maria, ambas na Pontinha, sendo igualmente assinalada a sua presença em escolas do Município, nas três estações de metro existentes no território e em inúmeros registos encontrados em habitações particulares espalhadas pelas freguesias do Concelho.

O lançamento da edição municipal será transmitido em direto via canal YouTube da Câmara Municipal de Odivelas.

 

Escreva aqui o seu comentário...