OEIRAS ARRANCOU HOJE COM TESTES EM MASSA

0

A população de Oeiras pode realizar, a partir de hoje, testes à Covid-19 grátis em farmácias e em uma unidade móvel. Cada munícipe pode fazer dois testes por mês (de 14 em 14 dias). O investimento municipal para a realização deste rastreio massivo ronda os 850 mil euros.

A partir de hoje, em Oeiras há testes grátis à covid-19. A Câmara Municipal de Oeiras iniciou, hoje, o programa de testagem rápida à população. Cada pessoa pode fazer dois testes por mês (de 14 em 14 dias), bastando para tal dirigir-se a uma das sete farmácias que já aderiram ou à Unidade Móvel que está colocada em locais estratégicos do concelho.

O presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, que hoje esteve na Unidade Móvel, no Bairro do Pombal, explicou que, até ao momento, já aderiram a este programa sete farmácias, esperando-se que, entretanto, mais 30 farmácias do concelho se associem a esta campanha, prevendo que, dentro em breve, existam 38 farmácias associadas a esta ação, que tem como principal objetivo intensificar a realização de rastreios e detetar precocemente os casos de infeção, permitindo, assim, um maior controlo da pandemia COVID-19.

Segundo Isaltino Morais, numa primeira fase, e no que se refere às farmácias, prevê-se a aplicação de 50.000 testes, sujeita a avaliação, mas já em relação à Unidade Móvel, prevê-se em dois meses aplicar 10.000 testes.

Do ponto de vista do autarca, «a vacina é o único meio que contribui para combater a ansiedade das pessoas». No entanto, como salientou, «as realizações dos testes servem para dar alguma tranquilidade e detetar precocemente o vírus», revelando que, com esta iniciativa, é natural aparecerem mais casos de Covid», nomeadamente junto das pessoas assintomáticas.

Esta testagem massiva à população, que implica um investimento municipal de cerca de 850 mil euros, surgiu – afiançou Isaltino Morais – na sequência do alargamento dos testes que já «vinham sendo feitos pela autarquia às forças de segurança, aos profissionais da autarquia, a todos os cidadãos, que o desejem fazer».




12 milhões investidos

Após realçar que a Câmara de Oeiras já investiu cerca de 12 milhões de euros em medidas de apoio ao Covid 19, Isaltino Morais revelou que este programa teve o apoio da Autoridade de Saúde Pública Local, em articulação com o Agrupamento de Centros de Saúde Lisboa Ocidental e Oeiras (ACES LOO), sendo realizada através de parceria com as farmácias do concelho.

No âmbito da execução do Plano Municipal de Apoio à População em Situação de Vulnerabilidade – Covid19, têm sido implementadas diversas medidas pela Câmara Municipal de Oeiras que têm permitido o apoio direto aos munícipes e às entidades locais, no desenvolvimento das suas respostas e garante da sua sustentabilidade, assim como o apoio ao Serviço Nacional de Saúde e aos profissionais de primeira linha.

Uma destas medidas é a testagem preventiva dos profissionais de primeira linha que teve o seu início a 2 de junho de 2020 e tem incidido nos colaboradores das Escolas, Uniões e Juntas de Freguesia, Associação de Bombeiros de Oeiras, agentes e colaboradores da Polícia Municipal, funcionários da CMO e colaboradores de Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (rede solidária e lucrativa), dos equipamentos de infância da rede solidária e de equipamentos de apoio à pessoa com deficiência. Foram testados, até ao dia 22 de março, 7.591 profissionais.

Primeiro as pessoas

Por último, Isaltino Morais, que apontou o dedo a algumas deficiências do Estado em ocorrer rapidamente na proximidade «às necessidades das pessoas», defendeu que as autarquias portuguesas demonstraram, mais uma vez, a sua capacidade logística e organizacional de «socorrerem eficazmente» as populações em tempos de crise.

Sobre os valores dos investimentos realizados pela autarquia, o edil oeirense defendeu: «a questão financeira, num contexto de pandemia, apenas determina que haja reajustamentos das prioridades e dos investimentos. Não se pode falhar, nestas situações, é com os apoios à população, nomeadamente aos mais débeis da nossa sociedade».

Calendário de Testagem da população Unidade Móvel

Farmácias aderentes

Quer comentar a notícia que leu?