OEIRAS DECRETA LUTO DE TRÊS DIAS PELA MORTE DE EUNICE MUÑOZ

As cerimónias fúnebres da atriz Eunice Muñoz, que morreu esta sexta-feira no hospital Santa Cruz, em Carnaxide, decorrem na Basílica da Estrela, em Lisboa, na segunda e na terça-feira, seguindo depois o funeral para o Cemitério do Alto de S. João, onde o corpo será cremado. A Câmara de Oeiras decretou luto de três dias pela morte da atriz que vivia em Paço de Arcos.

A Câmara Municipal de Oeiras decretou três dias de luto municipal pela morte da atriz Eunice Muñoz, como forma de expressar o reconhecimento ao inquestionável contributo que deu ao concelho e ao país.

A atriz, que morreu hoje aos 93 anos, é, segundo um comunicado da edilidade «um ícone do Teatro, Cinema e Televisão em Portugal que viveu sempre em Oeiras», lembrando, por outro lado, que há «25 anos, deu o seu nome ao auditório municipal de Oeiras, Auditório Municipal Eunice Muñoz», tendo subido «ao palco deste auditório, em 2021, para celebrar 80 anos de carreira, com a peça ‘A Margem do Tempo’, onde foi condecorada com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada, pelo Presidente da República».

Eunice Muñoz estreou-se aos 13 anos de idade no Teatro Nacional D. Maria II, e desde então, com o seu talento, conquistou o coração de todos os portugueses, tendo sido galardoada com diversos prémios da crítica, como o Prémio da Imprensa (1964, 1969) ou o Globo de Ouro de Mérito e Excelência (2008).

Mensagem de Carlos Moedas

Nos 80 anos da sua longa vida dedicados à representação, «Eunice Muñoz foi a expressão de como um talento prodigioso pode estar aliado à maior simplicidade como ser humano numa dádiva constante ao teatro e à cultura portuguesa» salienta, por seu turno o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, em mensagem enviada à família.





«Como Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, representando o sentimento comum a todos os lisboetas, e a título pessoal, quero prestar sentida homenagem a Eunice Muñoz, uma excecional atriz a quem todos muito devemos», afirma o autarca lisboeta.

Cerimónias fúnebres

O velório da atriz, na Basílica da Estrela, em Lisboa, decorrerá entre as 17:00 e as 22:30 de segunda-feira e entre as 10:00 e as 15:00 de terça-feira. Entre as 15:00 e 16:00 de terça-feira, será celebrada uma missa de corpo presente, na Basílica da Estrela, estando a cerimónia de cremação no cemitério prevista para as 17:00, precisou António Muñoz, filho da atriz.

A atriz que, segundo o Primeiro-ministro, António Costa, «marcou de forma definitiva o teatro português» deu entrada no Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide, na passada quarta-feira, 13 de abril, com uma paragem cardiorrespiratória. «Ainda houve tentativa de reanimação, mas sem sucesso», avança o filho de Eunice Muñoz.

Nascida na Amareleja, no distrito de Beja, em 1928, completou em novembro 80 anos de carreira. Várias personalidades, da cultura à política, reagiram já à morte da atriz, incluindo o Governo, que, através do Ministério da Cultura, anunciou que vai decretar luto nacional no dia do funeral da atriz.

Quer comentar a notícia que leu?