OEIRAS E ODIVELAS PREPARAM INÍCIO DO ANO LETIVO EM SEGURANÇA

0
Foto: Arquivo OL

As escolas de Oeiras e de Odivelas estão a preparar o início do ano lectivo em segurança, desenvolvendo ações de informação sobre os métodos de prevenção ao coronavírus. Em Oeiras já foram investidos cerca de 2.170 mil euros para o início das aulas

As Câmaras de Oeiras e Odivelas planearam o ano letivo 2020-2021, para que o retorno presencial das atividades letivas decorra com condições de segurança e conforto para toda a comunidade escolar. Neste sentido, e sempre em articulação com as Direções dos Agrupamentos Escolares (que elaboraram os seus próprios planos de abertura) e de acordo com as orientações da Direção Geral de Saúde e da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), foram tomadas medidas e preparado um conjunto de ações que têm por objetivo proteger a comunidade escolar e garantir a qualidade de ensino, seja de modo presencial, seja virtual.

Para o arranque deste novo ano escolar, a Câmara Municipal de Oeiras já investiu cerca de 2.170 mil euros, informa a autarquia presidida por Isaltino Morais, lembrando que a organização dos espaços escolares é fundamental para que tudo corra bem, tendo criado «uma equipa municipal multidisciplinar (com técnicos das áreas da Educação, Proteção Civil e Saúde e Segurança no Trabalho) para prestar apoio às Direções de Agrupamento na elaboração dos seus planos de contingência». Esta equipa efetuou visitas a todas as escolas sede do concelho e acompanhou a organização dos espaços.

Realizados perto de mil testes

Uma medida preventiva aplicada pelo Município de Oeiras foi a realização de testes de diagnóstico à COVID-19 aos 548 assistentes operacionais de Ação Educativa e aos 350 monitores/trabalhadores das Associações de Pais e Encarregados de Educação que dinamizam as Atividades de Animação e Apoio à Família, a Componente de Apoio à Família e as Atividades de Enriquecimento Curricular, num investimento de 32.179 euros.

Por outro lado, realizou ações de limpeza, higienização e desinfeção dos espaços e superfícies em 16 escolas básicas, no valor de 5 mil euros. (Recorde-se que nos passados meses de maio e junho foi feito um procedimento semelhante, antevendo o regresso às aulas presenciais dos alunos dos 11º e 12º anos de escolaridade e a reabertura dos estabelecimentos de Educação Pré-Escolar).





Contratados assistentes operacionais

Entretanto, estão a ser contratados 20 Assistentes Operacionais para substituir os grupos de risco, o que representará um custo mensal de 18.064 euros, ou seja, durante os próximos seis meses serão investidos pelo Município 108.385 euros

A autarquia também decidiu renovar mobiliário neste início de ano escolar, tendo para o efeito investido 105.394 euros na aquisição de mesas individuais para algumas salas de aula e instalado estruturas de apoio às entradas e à permanência dos alunos nos espaços exteriores, que orçou 60 mil euros.

Outra preocupação da autarquia foi melhorar os serviços dos refeitórios escolares, tendo adquirido nova palamenta e realizado auditorias às condições fitossanitárias dos refeitórios das 46 escolas da rede pública, o que consistiu num investimento na ordem dos 22 mil euros.

Oeiras quer ter os melhores alunos do País e mesmo em fase de pandemia pretende garantir a igualdade de oportunidades e o acesso ao conhecimento.

Neste sentido, o Município de Oeiras adquiriu mais 370 computadores para renovar os existentes nas salas dos Jardins de Infância e do 1º Ciclo do Ensino Básico, num investimento de 270 mil euros.

Oeiras educa

Por outro lado, no âmbito do programa Oeiras Educa, será disponibilizado um alargado conjunto de atividades que poderão ser realizadas virtualmente, tais como visitas a museus, teatro, galerias de arte e centros de ciência. Os alunos também vão poder participar em webinars, workshops e seminários online, no âmbito da colaboração com os centros de Ciência do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), do Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier (ITQB) e do Instituto Superior Técnico (IST). Para isto, a autarquia investiu 297.352 euros.

Ainda no âmbito da Ação Social Escolar, a autarquia apoia a realização de visitas de estudo para todas as crianças do pré-escolar, independentemente do posicionamento nos escalões de Ação Social escolar (ASE), no valor de 89.975 euros.

Relativamente a Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) refira-se que a Câmara Municipal de Oeiras vai comparticipar, com 300 mil euros adicionais ao financiamento garantido pelo Ministério da Educação, os tempos mínimos de AEC (cinco horas semanais para os 1º. 2º e 3º anos e três horas semanais para o 4º ano), de modo a garantir maior diversidade de atividades culturais e desportivas, organizadas numa ótica de clubes.

Outros 300 mil euros destinam-se à uniformização do funcionamento das Atividades e Apoio à Família (AAAF) e Componente de Apoio à família (CAF) no conjunto das escolas: Vincular o funcionamento das AAF e CAF aos planos de contingência das escolas, horário de funcionamento, aplicação de medidas de higienização e cumprimento das normas da DGS e estabelecimento de normas de acesso ao Cetro de tempos Livres, entre outros.

No que ao Ensino Superior diz respeito, o Município de Oeiras disponibiliza 400 bolsas de estudo neste ano letivo, no valor de 580 mil euros.

E é deste modo que o Município de Oeiras dá as boas-vindas a toda a comunidade educativa, esperando um regresso às aulas em condições de segurança.

No entanto, atendendo à incerteza da evolução da pandemia, se necessário serão aplicadas medidas excecionais de organização e funcionamento dos estabelecimentos escolares do concelho.

Implementação de medidas de segurança em Odivelas

Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Hugo Martins, e a vereadora da Educação, Susana Santos, visitaram o Agrupamento de Escolas Vasco Santana, em conjunto com a Direção do Agrupamento, as Associações de Pais, o Agrupamento de Centros de Saúde e a Unidade de Saúde Pública de Loures/Odivelas, assim como a Proteção Civil Municipal.

Esta visita surgiu na sequência do trabalho que tem vindo a ser realizado junto de todos os agrupamentos de escolas do Concelho, com o objetivo de verificar e refletir as medidas de segurança recomendadas pela Direção-Geral de Saúde (DGS) e pelo Ministério de Educação

para o início do ano letivo.

A par desta iniciativa, o município está a promover um conjunto de ações de sensibilização para alunos, famílias, docentes e assistentes operacionais sobre os comportamentos seguros a ter face à Covid-19. Encontra-se ainda disponível a linha de Aconselhamento Parental, através do n.º 219 320 350 ou e-mail: serfamilia.covid19@cm-odivelas.pt, de forma a apoiar/ aconselhar os pais em questões relacionadas com a Parentalidade em tempos de Pandemia.

Escreva aqui o seu comentário...