OEIRAS FINANCIA CIÊNCIA COM 300 MIL EUROS

0

São mais de 300 mil de euros que a Câmara de Oeiras vai investir em instituições no âmbito da estratégia Oeiras, Ciência e Tecnologia 2020-2025, uma agenda concertada em educação e sociedade, inovação e internacionalização.

A Câmara Municipal de Oeiras aprovou a atribuição de um apoio financeiro global superior a 300 mil euros para o Instituto Gulbenkian Ciência (IGC), o Instituto de Tecnologia Química e Biológica da Universidade NOVA de Lisboa (ITQB NOVA) e o Instituto Superior Técnico (IST), no âmbito da Estratégia Oeiras Ciência e Tecnologia – 2020-2025.

Com vista a cobrir as despesas inerentes à concretização do Plano de Atividades 2020 da Estratégia Oeiras Ciência e Tecnologia 2020-2025, a autarquia aprovou atribuir uma comparticipação financeira ao IGC de 232.411 euros, ao ITQB-NOVA de 46.062 euros e um subsídio de 24.445 euros ao IST, o que totaliza um apoio de 302.918 euros.

O Município de Oeiras pretende afirmar-se como capital nacional da ciência e inovação. Com esta visão, foi definida e apresentada uma agenda estratégica concertada entre parceiros do ecossistema científico e tecnológico do território do município de Oeiras – Estratégia para Ciência e Tecnologia, para a qual foi definido um investimento global de quase 865 mil euros.

Por isso, segundo informa a autarquia, «com esta visão, têm vindo a ser estabelecidas parcerias com as instituições de ensino, investigação e desenvolvimento sediadas no território e a ser apoiadas um conjunto de ações que reforçam a agenda para a ciência e o firme compromisso do executivo com a disponibilização de 1% do orçamento municipal para a criação de um ecossistema único para a inovação, criatividade e tecnologia em Portugal».

Esta aposta ambiciona acompanhar a meta de «elevar os níveis de literacia científica para o futuro, promover os valores da ciência e evolução tecnológica, disseminar o conhecimento e contribuir para o desenvolvimento educacional dos públicos, condição indispensável ao exercício de uma cidadania informada e ativa».





Em suma, visa mobilizar e envolver a sociedade, as universidades, institutos de investigação e empresas no objetivo comum de consolidar a ciência e tecnologia como parte da identidade de Oeiras, afirmando a marca Oeiras Valley.

A Estratégia Oeiras Ciência e Tecnologia surge no âmbito do programa Oeiras Valley, lançado oficialmente pelo Município de Oeiras, com o objetivo de criar o «maior ecossistema de inovação do país», favorecendo a instalação de empresas de base tecnológica, farmacêutica, nanotecnologia e de investigação

Escreva aqui o seu comentário...