OEIRAS INAUGURA MONUMENTOS AO FUTEBOL

Isaltino Morais, presidente da Câmara de Oeiras, e Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, na presença do sempre capitão de futebol, Humberto Coelho, inauguraram duas esculturas à porta da Cidade do Futebol.

No dia em que o presidente da Federação Portuguesa de Futebol foi reeleito e em que se comemora o 4º aniversário de Portugal ter conquistado o título de Campeão Europeu de Futebol, foram inaugurados dois monumentos escultóricos às portas de acesso à cidade do Futebol, em Oeiras, que valorizam a candidatura do concelho a Capital Europeia da Cultura.

Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, e Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, inauguraram os monumentos, da autoria do escultor Júlio Quaresma, alusivos à temática do Desporto e do Futebol.

» Se por um lado, a criação destas duas rotundas junto à Cidade do Futebol visou a segurança, nomeadamente na regularização do trânsito automóvel, por outro as mesmas assumem um contributo na qualificação urbanística, valorizando com Arte, os espaços públicos do concelho», defendeu o presidente da Câmara de Oeiras.

Oeiras – segundo o autarca – tem apostado no aumento do património artístico no espaço público, estando representados no território alguns dos maiores vultos contemporâneos no campo das artes e da escultura. É o caso do Parque dos Poetas, onde estão representados 40 dos maiores escultores contemporâneos. E também em cada localidade, em cada espaço do território, estamos a reabilitar e a expandir os espaços com Arte. Todas estas ações, como fez questão de referir Isaltino Morais, dão consistência à candidatura de Oeiras a Capital Europeia da Cultura 2027.

«Queremos ser uma capital da cultura e estes monumentos não se encerram na sua dimensão ligada ao futebol, pois Oeiras vai candidatar-se a Capital Europeia da Cultura em 2027», lembrou o presidente da CMO.





Voltando ao futebol, em dia de reeleição como presidente da FPF e no dia em que se assinalam quatro anos sobre a conquista do Euro’2016 pela Seleção Nacional de futebol, Fernando Gomes sublinhou a importância da data e considerou que as duas esculturas inauguradas são um presente apropriado.

«Houve grande felicidade na escolha da data para esta cerimónia, pois Portugal festeja hoje quatro anos sobre a conquista do primeiro título europeu, o dia mais feliz da sua história de 106 anos. A belíssima obra do mestre Júlio Quaresma, evocativa do caráter histórico e cosmopolita do futebol, é o melhor dos presentes», disse Fernando Gomes, manifestando a sua «enorme gratidão» pelas obras, que considerou serem «dois monumentos felizes e exemplos da relação de proximidade entre Oeiras e o Futebol».

Já Isaltino Morais lembrou que a FPF é «um parceiro fundamental na simbiose entre o município e o futebol, salientando que as duas obras que recebem os visitantes da Cidade do Futebol são uma valorização para o espaço e uma homenagem pelo esforço, trabalho e dedicação do futebol».

Para o autarca de Oeiras é «um grande orgulho ter a FPF no município», recordando que as duas esculturas são também exemplo da aposta que Oeiras quer fazer no plano cultural.

Por seu turno, o escultor e arquiteto Júlio Quaresma, autor dos dois monumentos, a ‘Porta para a Glória’, na rotunda norte, e ‘Mundo do Futebol’, na rotunda sul, considerou que criar um parque escultórico «é uma aposta acertada de Oeiras, que assim consegue democratizar a cultura e criar no município uma oferta turística diferenciada».

«Estes monumentos refletem o passado e uma visão de futuro, evocando a história, a globalização do futebol e seu impacto enquanto elemento agregador de pessoas e de humanidade, sem esquecer a importância dos materiais, a cor e a luz, numa dinâmica e alegria de sedução», revelou o artista luso-angolano.

Na rotunda norte, o conjunto escultórico com o título ‘Porta para a Glória’ faz referência ao jogador de futebol a rematar à baliza, num contexto de movimento e ascensão.

Na rotunda sul, o conjunto escultórico com o título ‘O mundo do Futebol’ é alusivo à história e percurso ao longo dos tempos do jogo de futebol e da importância e universalidade do desporto, projetando dois postes verticais de balizas e um elemento esférico, a bola de futebol/globo terrestre.

Segundo explicou Isaltino Morais, a autarquia decidiu instalar soluções esteticamente interessantes e de notoriedade, de qualidade e expressivamente alusivas à temática do Desporto e do Futebol, numa interpretação direta sem necessidade de uma leitura detalhada, ou de contemplação demorada.

Por último, Isaltino Morais revelou que as obras dos artistas que concorreram a este «projeto escultórico», nomeadamente os escultores João Duarte, José Lelo e Moisés Paulo, vão ser «instaladas» em outros espaços públicos de Oeiras.

 

 

 

 

Quer comentar a notícia que leu?