OEIRAS PROMOVE ECONOMIA AZUL NO AQUÁRIO VASCO DA GAMA

Com mais de 10 km de costa e contando no território com a presença de inúmeras empresas, centros de investigação, instituições de ensino e organizações estatais ligadas ao mar, Oeiras está a trabalhar para se tornar num acelerador da economia azul.  Amanhã, a autarquia vai apresentar as linhas mestres da sua estratégia num seminário no Aquário Vasco da Gama.

Amanhã, quinta-feira (7 de abril), vai decorrer no auditório do Aquário Vasco da Gama, no Dafundo, sessões e workshops dedicados às linhas estratégicas incluídas no programa “Mar Oeiras”, que visa afirmar Oeiras como um polo relevante de inovação na área da Economia Azul.

A Câmara de Oeiras, segundo explica um comunicado emitido pela autarquia, «tomou a iniciativa de promover o desenvolvimento de um estudo estratégico designado “Mar Oeiras”, em parceria com a Fórum Oceano – Associação da Economia do Mar que é a gestora do Cluster do Mar Português».

Este programa visa afirmar Oeiras como um ecossistema dinâmico e internacionalizado de inovação e de empreendedorismo na construção da nova Economia Azul que ambiciona, entre outros, a criação de um Centro de Formação Avançada de nível Europeu na área da Economia Azul, o desenvolvimento de uma rede colaborativa para a tecnologia oceânica, a par de outras dinâmicas de inovação científica e empresarial de procura internacional.

O estudo, que será debatido na quinta-feira, prevê apresentar o diagnóstico da situação atual e definir linhas de orientação estratégica para futuro, contando com o envolvimento ativo das empresas, instituições de I&D, instituições de formação superior, clubes náuticos, infraestruturas náuticas e entidades da Administração Pública da área de influência do Município.

A aposta numa Economia Azul, em particular nas vertentes do shipping e da biotecnologia, surge como uma resposta natural num território que tem sediadas instituições relevantes relacionadas com os recursos marinhos, como o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, a Escola Superior Náutica Infante D. Henrique, o Instituto de Tecnologia Química e Biológica da Universidade de Lisboa, o Instituto Superior Técnico, o Instituto Gulbenkian de Ciência, entre outros.





Segundo a edilidade, este «é ainda um investimento em setores emergentes, como a produção de energias renováveis marinhas, a biotecnologia azul, a produção de algas, a criação de novas atividades e serviços e da sua transição digital, eles próprios geradores de novos empregos».

PROGRAMA

SESSÃO 1

10h00 – Acolhimento

Aquário Vasco da Gama: Comandante Galhardo Leitão

10h15 – Sessão de abertura

Município de Oeiras: Vereador Pedro Patacho

10h30 – Apresentação dos resultados intercalares – Programa Oeiras Mar

Fórum Oceano: Rui Azevedo

11h00 – Sessão de debate

12h00 – Conclusões

12h20 – Sessão de Encerramento

SESSÃO 2

14h30 – Acolhimento

Aquário Vasco da Gama: Comandante Galhardo Leitão

14h45 – Sessão de abertura

Município de Oeiras: Vereador Pedro Patacho

15h00 – Apresentação dos resultados intercalares – Programa Oeiras Mar

Fórum Oceano: Rui Azevedo

15h20 – Sessão de debate

16h00 – Apresentação das Estações Náuticas de Portugal

Fórum Oceano: António José Correia

16h20 – Sessão de debate

17h00 – Conclusões e encerramento

Quer comentar a notícia que leu?