OEIRAS REVELA “SEGREDOS” DO RESTAURO DA IGREJA DE SÃO ROMÃO DE CARNAXIDE

No Mês do Patrimônio Cultural, Oeiras desafia os oeirenses e forasteiros a conhecer melhor a Igreja de São Romão, em Carnaxide, cujas origens remontam a 1676, com o objetivo de aproximar as pessoas ao património cultural que se encontra em recuperação.

O Município de Oeiras realiza mais uma edição do projeto “Open Works”, uma iniciativa que pretende aproximar as pessoas do património, recorrendo ao fascínio dos “bastidores” do património cultural que se encontra em recuperação.

Este ano será revelado o restauro da Igreja de São Romão de Carnaxide, localizada em pleno centro histórico e, para o efeito, vão ser realizadas visitas entre 22 de abril e 21 de maio, às 18H00 de sexta-feira e às 10H30 de sábado. As inscrições deverão ser feitas através do e-mail udph@oeiras.pt ou pelo número telefone 214 404 847.

As origens da Igreja de São Romão de Carnaxide remontam a 1676, cuja construção teve por intenção substituir uma primitiva ermida previamente existente no local, cuja estrutura se encontrava, à época, muito arruinada. Hoje, os únicos vestígios que restam desta anterior capela é a pia batismal e o relógio de sol, ambos de 1588.

Apesar de bastante arruinada com o terramoto de 1755, a igreja de São Romão de Carnaxide recupera. Uma das suas características mais marcantes é o conjunto de azulejos de padrão azuis e brancos, de finais do século XVII.

Os segredos descobertos, as técnicas utilizadas, o antes e o depois em todo o seu esplendor! Há frescos a descoberto, anjos, cores novas e documentos nunca vistos…





As visitas guiadas coincidem com os dois meses de celebração do património e dos museus por excelência (abril e maio). A iniciativa permitirá aproximar as pessoas do património – os Oeirenses e os de fora – bem como estabelecer mediações democráticas e acessibilidade universal à fruição patrimonial, promovendo o diálogo intercultural e social entre a comunidade, profissionais e visitantes.

Quer comentar a notícia que leu?