OEIRAS TEM PLANO DE APOIO A REFUGIADOS UCRANIANOS

Para além de ter delineado um plano, dividido em três fases, para acolher refugiados, a Câmara Municipal de Oeiras está a organizar e disponibilizar espaços adequados para a recolha de pelas freguesias, paróquias, IPSS, bombeiros e escolas.

Mediante a análise ao desenvolvimento da situação de guerra da Rússia contra a Ucrânia e calculando-se que Portugal seja um destino de refugiados, especialmente daqueles que aqui têm familiares a residir, o Município de Oeiras entende disponibilizar a sua solidariedade através dos meios que tem disponíveis.

Em comunicado divulgado ontem, a Câmara Municipal realça que o apoio de Oeiras, que será realizado consoante a evolução da guerra e de «acordo com as indicações do Governo da República, estão previstas três fases possíveis de atuação:

1ª – O Município disponibiliza-se para acolher até 20 refugiados ucranianos e a instalar um centro de recolha de bens de primeira necessidade não perecíveis.

2ª – Disponibilidade para acolher até 100 refugiados. Para o efeito disponibilizará os refeitórios do Município e instalação de camas em pavilhões preparados para o efeito.

3ª – Acolhimento de mais de 100 refugiados em articulação complementar com a AML – Área Metropolitana de Lisboa e o Governo».





Contudo, conforme salienta o comunicado, a Câmara Municipal irá, de imediato, «organizar e disponibilizar ao nível do Município, espaços adequados para recolha de bens pelas Freguesias, Paróquias, IPSS, Bombeiros e Escolas».

A autarquia solicita, por outro lado, a todas as entidades locais que queiram participar que contactem os Serviços Sociais da Câmara Municipal de Oeiras, através dos telefones: 214 408 740 / 214 408 519.

Quer comentar a notícia que leu?