OEIRAS VAI LEGALIZAR O QUE RESTA DE FOGOS DE ORIGEM CLANDESTINA

0

A Câmara de Oeiras vai legalizar os últimos 200/300 fogos de origem clandestina, revela o presidente da autarquia, Isaltino Morais, no decorrer da visita que efetuou a Carnaxide e Queijas.«Muitas vezes temos que ir ao terreno para tomar uma decisão. Só com o conhecimento concreto das situações é que podemos tomar uma decisão coerente e que defenda os reais interesses das populações», afirmou, ao Olhares de Carnaxide e Queijas, o presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, durante uma visita que efetuou a vários locais de Carnaxide e Queijas.

Hoje, durante a manhã, Isaltino Morais, como é seu apanágio, realizou mais uma visita de trabalho, tendo aproveitado a ocasião para «in loco» solucionar alguns problemas e anunciar que a Câmara vai «legalizar os poucos fogos de origem clandestina (200/300) que ainda existem no concelho».

Por exemplo, em Queijas, no Bairro Cheuni, «despachou» a construção de um passeio para pessoas com mobilidade reduzida na Alameda desse bairro cooperativo. No Casal do Lameiro, mais propriamente no Talude Militar, vai reconstruir a Calçada do Moinhos do Lameiro e vai legalizar todas as casas de génese clandestina, tanto na Lameiro como na Gandarela. Já em Linda-a-Pastora vai colocar semáforos e lombas na via que liga ao Estádio do Jamor e pretende reabilitar casas na zona velha de Linda-a-Pastora, onde também está a recuperar uma residência para professores. Por último, nos Bairros Luta Pela Casa e no do Aqueduto, em Carnaxide, vai dar um subsídio à Associação de Moradores para pintar as casas.

Acompanhado pelo presidente da União de Freguesias de Carnaxide e Queijas, Inigo Pereira, e por vereadores e técnicos da Câmara, Isaltino  Morais, como é habitual no seu dia-a-dia de autarca, contactou diretamente com os populares para se inteirar dos problemas, tendo estado na Rua Gomes Eanes Zurara em Queijas, Alameda de Queijas, Ruas do Casal do Lameiro, Linda-a-Pastora, Quinta da Gandarela, Associação de Moradores do Bairro Luta Pela Casa em Carnaxide.

Mais perto das pessoas

Esta visita de trabalho, segundo o presidente da edilidade oeirense, tem por objetivo dar continuidade a uma política de proximidade, e tomar certas decisões nos próprios locais. «Muitas vezes, só no terreno, como hoje sucedeu, é que podemos tomar uma decisão correta. No projeto, algumas vezes, não conseguimos visualizar o impacto que determinada decisão pode ter no quotidiano das pessoas», adianta, acrescentando: «olho para os projetos e sinto que para tomar uma decisão justa tenho que ir ao local».





Aliás, é o próprio presidente da Câmara que revela que «anda na rua para as pessoas lhe contarem os seus problemas e, em conjunto, encontrar-se uma solução».

No fundo, o «dia-a-dia de um autarca é bastante ocupado e exaustivo.

Estou sempre a trabalhar. E, até ando na rua para falarem comigo, para conhecer melhor a realidade e para poder ter contacto direto com os munícipes», salienta Isaltino Morais que, regularmente, dá uma volta pelo concelho, para ver se há problemas de limpeza, ou o estado dos jardins.

Conhecido por conversar com as pessoas, o edil considera que «há muitos problemas que sem esse contacto nem se saberia que existem e, é a partir dessas conversas, que saem medidas».

Por seu turno, o presidente da União de Freguesias de Carnaxide e Queijas, Inigo Pereira, salienta que estas visitas contribuem, em muito, para «agilizar algumas situações».

«É no terreno que, muitas das vezes, o presidente Isaltino Morais resolve alguns dos problemas que afligem as populações», afirma Inigo Pereira, realçando o papel da União de Freguesias em «levar à Câmara algumas situações e anseios das populações».

Para Inigo Pereira, o cicerone desta visita de Isaltino Morais, «estas deslocações ao terreno são extremamente úteis. Nós, União de Freguesias, levamos os problemas à Câmara, mas nada melhor que os habitantes para colocar os problemas e apresentarem soluções».

Descarregue e leia no seu computador ou equipamento móvel a edição impressa Jornal Olhares de Carnaxide e Queijas | Dezembro

 

Escreva aqui o seu comentário...