PASTORES E OVELHAS «VOLTAM» A LISBOA

0

Desde ontem, Lisboa «abriu-se» ao pastoreio. Assim, é já possível ver os pastores e os seus rebanhos de ovelhas vão voltar, a título experimentar, num prado de sequeiro criado no Parque da Bela Vista, no âmbito das ações de Lisboa Capital Verde Europeia.

Os rebanhos de ovelhas voltaram à capital com a inauguração da primeira fase do pastoreio urbano por ovelhas no Parque da Bela Vista Sul, no âmbito do projeto cofinanciado Life Lungs, que tem como parceiro a cidade de Málaga em Espanha e um orçamento global de 2,7 milhões de euros.

Inserido nas iniciativas de Lisboa Capital Verde Europeia, esta ação implicou um investimento de 378 mil euros, o que representa 14% do total do orçamento total do projeto.

«No âmbito da adaptação às alterações climáticas (https://life-lungs.lisboa.pt/), no qual a Câmara Municipal de Lisboa é coordenadora, dar-se-á início à ação experimental de pastoreio com ovelhas, como agente urbano não mecânico de controlo de vegetação e conservação do solo», informa a Câmara em comunicado, sublinhando: «Na reta final do ano Lisboa Capital Verde da Europa, ano do desaparecimento de Gonçalo Ribeiro Telles, esta ação vem também cumprir uma ideia há muito defendida pelo Arquiteto Paisagista para as cidades».

Nesta 1.ª fase, cerca de 20 ovelhas da Quinta Pedagógica executam 14 saídas começando a 18 de dezembro de 2020 e terminando a 10 de maio de 2021. Em conjunto, os prados bio diversos e a gestão por pastoreio são consideradas ações demonstrativas de infraestrutura verde adaptada às alterações climáticas.

Em abril de 2021, o rebanho estará também, a título experimental, alojado durante 11 dias num ovil preparado para o efeito, a partir da remodelação de uma estrutura existente no Parque.




Créditos de foto: Nuno Correia/CML

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here