“Porta 4 – A beleza e o potencial do Bairro Portugal Novo” é o nome da exposição que abriu ao público no hostel Impact House, em Lisboa.A exposição itinerante “Porta 4 – A beleza e o potencial do Bairro Portugal Novo”, que pretende esbater estereótipos sobre os bairros sociais, abriu, hoje as suas portas ao público lisboeta no hostel Impact House, na Estrela.

Esta exposição, fruto de uma série de encontros comunitários no Bairro Portugal Novo (Olaias, Lisboa), pretende derrubar os “muros” territoriais, criando visibilidade para este lugar e, paralelamente, levar a públicos de diferentes lugares e com diferentes vivências a conhecer esta comunidade multi-cultural, os seus sonhos e capacidades, inspirando outros habitantes do território e da cidade.

Criada pela artista Julia San Millan (ES), esta mostra exibe diferentes objetos entres eles, fanzines ilustrados, sendo que as vendas destes revertem para a recentemente criada “Associação dos Moradores Portugal Novo / Olaias Paz Amizade e Cores”, que quer transformar os sonhos identificados durante os encontros comunitários em realidade.

“Estes encontros pretendem criar uma relação com as pessoas. Ver quais são os seus sonhos e os seus saberes e construir histórias. Dai terem surgido as fanzines, que são histórias de várias pessoas do bairro” e que fazem parte desta exposição, refere Carla Xavier

“A ideia da exposição é aumentar a auto-estima das pessoas e levar o bairro para fora” dos seus limites geográficos, adianta. A exposição já este em vários sítios e esta é a primeira vez que sai do território.

“Este bairro tem umas características muito interessantes, com pessoas de origens muito diferentes: indianas, africanas, etnia cigana. E num espaço muito reduzido convivem em relativa harmonia. Nós consideramos que isso traz um potencial muito grande em termos culturais e quisemos explorar isso”, sublinha a responsável deste projecto.

A exposição  itinerante, que inaugurou o seu 4º local de exposição, foi desenvolvida no âmbito do Projeto CapacitArte e vai estar aberta ao público até 20 de agosto.

Promover autonomia

“O Projeto CapacitArte é fruto do trabalho de vários parceiros, em que a Associação Clube Intercultural Europeu é o promotor. É um projeto que foi submetido a uma candidatura de financiamento à Câmara Municipal de Lisboa – Programa Bip/Zip”, revela esta responsável, lembrando que o programa pretende intervir em bairros que são considerados de intervenção prioritária, devido a algumas vulnerabilidade que têm na cidade de Lisboa.

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.