PORTO DE LISBOA COM NOVA ADMINISTRAÇÃO ATÉ 2024

Iniciou funções na passada quarta-feira, dia 26 de outubro, o novo Conselho de Administração do Porto de Lisboa (APL). Este é presidido por Carlos Alberto do Maio Correia, e composto pelos vogais Ricardo Jorge de Sousa Roque, Isabel Sofia de Moura Ramos, António Hugo Lindo Santos Caracol, Carla Maria Lamego Ribeiro.

A eleição destes membros vem na sequência dos pareceres da Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CRESAP), e foi feita após a Deliberação Social do Estado Português. O mandato do novo Conselho de Administração irá durar até 2024.

Segundo nota de imprensa do Porto de Lisboa, Carlos Correia fez parte do Conselho de Administração da APL entre 2016 e 2022, tendo sido Presidente da Comissão Executiva da  Autoridade Metropolitana de Transportes de Lisboa (AMTL), Vogal e Presidente do Conselho Diretivo do Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, entre outros, tendo ainda sido adjunto e assessor na Secretaria de Estado das Obras Públicas e na Secretaria de Estado dos Transportes, nos períodos de 1996 a 1997 e de 2005 a 2007.

O modelo de governação da APL surge no princípio da coordenação estratégica entre os portos de Lisboa, de Setúbal e Sesimbra, para efeitos de planeamento estratégico e promoção de sinergias, e desta forma, o Presidente e os quatro administradores são comuns às duas administrações, de forma a conseguir uma “elaboração conjunta dos instrumentos de gestão, um plano estratégico comum às duas administrações portuárias e, tendencialmente, na constituição de serviços partilhados”.

De acordo com a mesma nota, a “acumulação de funções dos membros dos Conselhos de Administração visa a continuidade da otimização de soluções no âmbito operacional, conferindo-lhe, ao mesmo tempo, uma orientação coordenada e gerando os necessários consensos à boa consecução das atribuições que lhes estão legalmente cometidas no quadro de uma estratégia e organização comuns”.





Quer comentar a notícia que leu?