PRAIAS DE OEIRAS COM QUALIDADE E EM SEGURANÇA

0

As quatro Bandeiras Azuis atribuídas às quatro praias oficiais do concelho de Oeiras foram ontem hasteadas em simultâneo e a vereadora do Ambiente e qualidade de vida, Joana Batista, ambiciona que as praias de Algés e Cruz Quebrada possam, dentro de anos, hastearem também esse galardão.

Pelo segundo ano consecutivo, Oeiras é o único município da Área Metropolitana de Lisboa (AML) que tem todas as suas praias oficiais com Bandeira Azul (praias da Torre, Santo Amaro, Paço de Arcos e Caxias) e, como salientou a vereadora do Ambiente, Joana Batista, que presidiu à cerimónia em representação do presidente da Câmara, Isaltino Morais, «este ano a Praia de Santo Amaro foi também distinguida com o galardão Qualidade de Ouro», o que representa um «grande orgulho para o município».

Joana Batista, após salientar que a atribuição destes galardões se deve à politica ambiental desenvolvida pela autarquia nos últimos 30 anos, espera que, dentro de algum tempo, as praias de Cruz Quebrada e Algés, que neste momento ainda não podem ser utilizadas para banhos, «também possam ostentar bandeiras azuis», fruto do trabalho que está a ser desenvolvido pela autarquia na sua reabilitação e recuperação» que estão a decorrer, em paralelo, com os trabalhos de requalificação, nas ribeiras do concelho, nomeadamente a da Lage, que vai poder ser visitada a partir do próximo dia 10 de julho.

As praias de Oeiras vão ter jardins infantis e ainda zonas para a prática e fitness, anunciou a vereadora, que referiu ainda que o Eixo Verde e Azul vai contribuir também a reabilitação de outras ribeiras do concelho, lembrou que as praias de Oeiras receberam, no ano passado mais de um milhão de visitantes, adiantando ainda que, além das águas balneares esta distinção foi igualmente atribuída, o que já vem sendo uma prática corrente, ao Porto de Recreio de Oeiras.

Segundo a autarca, a atribuição deste galardão representa o cumprimento de mais de 30 critérios rigorosos relacionados com Informação e Educação Ambiental, Qualidade da Água Balnear, Gestão Ambiental, Segurança e Serviços, Responsabilidade Social e Envolvimento Comunitário.

Esta distinção significa que a praia galardoada apresenta um conjunto de serviços de qualidade e excelência promovidos pela entidade gestora e que são assegurados de forma contínua o que transmite aos seus utilizadores um grau de confiança superior ao das praias não galardoadas.

A atribuição de uma Bandeira Azul visa também promover um conjunto de práticas para o desenvolvimento sustentável em praias costeiras, fluviais e lacustre, portos de recreio e marinas e embarcações de recreio e ecoturísticas.

A Bandeira Azul é assim, um símbolo de qualidade que distingue o esforço de diversas entidades em tornar possível a coexistência do desenvolvimento local a par do respeito pelo ambiente, elevando o grau de consciencialização dos cidadãos em geral, dos decisores em particular, para a necessidade de se proteger o ambiente marinho, costeiro e lacustre.

E, é também por isso, que a vereadora Joana Batista, se orgulha de ter praias em Oeiras que correspondem a todas as «regras» da Direção Geral de Saúde e, à semelhança do que sucedeu no ano passado, «vão ter semáforos para contabilizar as pessoas».  Contudo, independente desta norma, a Câmara de Oeiras vai ter uma atitude pró-ativa e vai continuar a assumir as suas iniciativas anti-Covid, nomeadamente com ações de desinfeção nas praias», lembrando que estão a ser implantadas instalações sanitárias em todas as praias do concelho.

Quer comentar a notícia que leu?