PS E PSD CHEGAM A ACORDO PARA GOVERNAR LOURES

0

O PS e o PSD chegaram a um acordo de governação da Câmara Municipal de Loures, permitindo assim ao novo presidente, Ricardo Leão, a «estabilidade governativa» que deseja para os próximos quatro anos.

Melhorar a qualidade de vida da população é o principal objetivo do acordo entre o PSD e o PS para criar estabilidade governativa na Câmara Municipal de Loures, afirma o presidente do PSD de Loures e vereador eleito, Nelson Batista, lembrando que o acordo com o PS será «benéfico para os munícipes e para a concretização de propostas que estavam inscritas no programa eleitoral dos sociais-democratas».

Oito anos depois, o PS reconquistou a Câmara de Loures aos comunistas, mas sem maioria absoluta. Por isso, o novo presidente da câmara, Ricardo Leão, fez um acordo com o PSD, para garantir a estabilidade governativa nos próximos quatro anos.

O acordo prevê a entrega dos pelouros como o do Ambiente e Turismo aos dois vereadores sociais-democratas eleitos, Nelson Batista e Vasco Touguinha.

Segundo adiantou Nelson Batista, além de os dois vereadores sociais-democratas eleitos assumirem «pelouros estratégicos como o Ambiente, Espaços Verdes e Floresta, Divisão de Veterinária, Economia, Inovação e Turismo, o acordo também poderá permitir a concretização de propostas como a implementação de um sistema de videovigilância, a construção da variante de Loures e Bucelas e uma saída na Autoestrada 1 para a Bobadela e São João da Talha.

Gestão conjunta em 3 freguesias




Este acordo abrange também a gestão de três freguesias (União das freguesias de Santa Iria de Azóia, São João da Talha e Bobadela, União das freguesias de Camarate, Unhos e Apelação e União das freguesias de Santo António dos Cavaleiros e Frielas) onde o PS não conseguiu maioria absoluta.

«O PSD de Loures quer sempre colaborar e a nossa prioridade são as pessoas. Conseguimos um acordo que é bom para as duas partes», sublinham os vereadores do PSD, defendendo a necessidade de o concelho entrar na senda do progresso.

Não abdicando de alguns pressupostos que foram bandeiras da candidatura do PSD a Loures, nomeadamente as refeições escolares gratuitas para todos os escalões, os vereadores sociais-democratas referem que tem propostas estruturantes para o concelho.

Mas, obviamente, pretendem dar continuidade aos «bons projetos que transitam da anterior câmara», que, em alguns casos, «poderão ser complementados pelos projetos» que faziam parte do programa eleitoral do PSD, reconhecendo que «nenhum autarca pode chegar ao território e acabar com o que esta bem».

Nelson Batista e Vasco Touguinha adiantam que uma das suas prioridades será «preparar as candidaturas para os projetos a concretizar no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência», acusando o anterior executivo de atrasar o processo.

CDU lamenta

Entretanto, a CDU em comunicado lamenta que «este anúncio público do presidente ocorre, curiosamente, antes de qualquer contacto com a CDU acabando por não concretizar a propalada vontade de contar com todos na gestão do município».

Segundo a CDU, «o PS refere que este acordo permitirá estabilidade para governar, estabilidade essa que PS e PSD sempre negaram à anterior gestão da CDU, como comprova entre outros exemplos o facto de ambos terem inviabilizado o Plano de Atividades e Orçamento dos SIMAR para 2021, apresentado pela CDU».

Para os comunistas, «o PS e PSD com este acordo comprovam o que sempre os uniu: afastar a CDU da liderança da gestão do município e obstaculizar por todas as formas ao seu alcance a gestão municipal», defendendo que a CDU vai trabalhar, intervir e lutar em prol da população do Concelho de Loures.

O novo executivo é composto por quatro eleitos do PS, incluindo o presidente, quatro da CDU, dois do PSD e um do Chega.

Concorreram à Câmara Municipal de Loures Bernardino Soares (CDU), Ricardo Leão (PS), Nelson Batista (PSD), Jorge Santos (CDS-PP), Bruno Nunes (Chega), Filomena Francisco (Iniciativa Liberal), Soraya Ossman (PAN) e João Resa (PCTP-MRPP).

Quem são os novos vereadores com pelouros na Câmara Municipal de Loures

Nelson Batista, nascido a 12 de janeiro de 1971 na freguesia de Lousa do Concelho de Loures. Casado com 2 filhos e uma filha. Licenciado em Gestão, inscrito na Ordem dos Contabilistas Certificados. É sócio-gerente de empresa de contabilidade. Fundador e o primeiro Presidente da Direção da Associação Recreativa Carcavelos de Lousa. Antigo presidente da Junta de Freguesia de Lousa, nos três últimos mandatos autárquicos e presidente do PSD – Concelhia de Loures, foi candidato a presidente da Câmara Municipal de Loures.

Vasco Teles Touguinha, nascido a 29 de novembro 1988, é Licenciado em Direito pela Universidade Lusíada de Lisboa; com pós-graduação na área de Ciências Jurídico-empresariais na Universidade Lusíada de Lisboa.

Especialização em Direito e Economia pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa; e Mestrando em Direito das Empresas e do Trabalho no ISCTE, o jovem advogado, que foi presidente da JSD de Loures, é o segundo vereador dos sociais-democratas na Câmara de Loures. Ocupação Profissional: Advogado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here