RENDA SEGURA PARA OS SENHORIOS EM LISBOA

1

A partir de hoje, 18 de maio, os senhorios lisboetas podem arrendar os seus imóveis à Câmara de Lisboa que, por sua vez, os aluga a preços acessíveis. Com a Renda Segura, a autarquia garante o pagamento mensal da renda aos proprietários.

A Câmara Municipal de Lisboa quer arrendar mais de 1000 casas, até final do ano, para disponibilizar como renda acessível, ao abrigo do programa Renda Segura. Assim, no dia em que abrem as inscrições para proprietários poderem arrendar os seus imóveis à autarquia (dia 18 de maio), para serem colocados, posteriormente, no regime de Renda Acessível, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, apresenta em conferência de imprensa, esta segunda-feira, as bases e metas do programa renda segura.

Este programa, que visa também o regresso de imóveis em Alojamento Local para o mercado de arrendamento, junta-se à reabilitação de imóveis em curso pela Câmara e construção própria da autarquia.

O primeiro concurso de renda acessível, que teve lugar em janeiro de 2020, entregou 120 casas a jovens e lisboetas da classe média», adianta um comunicado da autarquia.

O Programa Renda Segura prevê que a autarquia arrende casas a privados para depois as subarrendar, podendo ser habitações devolutas, casas disponíveis no mercado de compra e venda e de arrendamento, fogos atualmente afetos a Alojamento Local ou outro tipo de habitação disponível em Lisboa. Os imóveis serão posteriormente subarrendados pelo município às famílias «aplicando-se renda acessível», programa criado no final do ano passado pela autarquia dirigido aos jovens e à classe média.

O objetivo deste programa é contratar um conjunto de imóveis «de diferentes tipologias, para a totalidade das freguesias de concelho», existindo «a garantia do escrupuloso e atempado cumprimento da obrigação de pagamento das rendas, dado que o município, pela via contratual, assegura que todos os riscos e custos decorrentes de um eventual incumprimento do subarrendatário são eliminados», é referido na proposta agora aprovada.






Conferência de imprensa transmitida, a partir das 10 horas de segunda-feira, 18 de maio, através do link: https://youtu.be/FvvzWMPCYYw

1 COMENTÁRIO

Escreva aqui o seu comentário...