A marca PT Empresas, da Altice Portugal, venceu em concurso público a Rede Informática da Saúde (RIS) 2020. desta forma, o Serviço Nacional de Saúde (SNS) trocou a Nos pela sua mais direta concorrente.Os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, acabam de adjudicar a Rede Informática da Saúde (RIS) 2020 à PT Empresas, marca da Altice Portugal para o segmento empresarial. A adjudicação, que ronda os cinco milhões euros, será por um período de 24 meses. A Altice vai assim substituir o atual prestador do serviço, a NOS.

Segundo notícias publicadas na imprensa no início deste ano, ocorreram diversos problemas na rede informática da saúde, que deve garantir a conectividade das diversas instituições do Serviço Nacional de Saúde e opera ininterruptamente 24 horas por dia, durante todos os dias do ano.

A estrutura atual, segundo garante a Altice, será substituída pela RIS 2020, apresenta uma infraestrutura mais resiliente e com capacidades internas que garantem uma mais eficaz monitorização, possibilitando um melhor controlo e análise do tráfego e, desta forma, uma melhor segurança de toda a informação que circula internamente na RIS e com os parceiros que interagem com o SNS. A implementação da nova RIS será progressiva, estando a migração planeada entre 2019-2020.

A RIS é uma componente fulcral do ecossistema de informação da saúde, garantindo a conectividade das diversas instituições do Serviço Nacional de Saúde e operando, continuamente, 24 horas por dia, todos os dias do ano.

Segundo um comunicado da Altice Portugal, a RIS 2020 apresenta mais funcionalidade e vantagens, integrando 3 grandes áreas ao nível de oferta de serviços de rede e comunicação às entidades do Ministério da Saúde, nomeadamente: Uma rede privada e exclusiva de conetividade corporativa, onde a largura de banda mínima será substancialmente melhorada para todas as entidades do Ministério da Saúde e, especialmente, para as unidades funcionais nos cuidados de saúde primários. Em termos de segurança de informação e CiberSegurança, a RIS 2020 trará melhorias relevantes, ao nível da capacidade de suporte e ajuda aos utilizadores e maior transparência na gestão de governação.

Por outro lado, este sistema permite cobertura de acesso de Wi-Fi à internet para todos os utentes que visitem as entidades do SNS e do MS, assegurando acesso livre e de qualidade a serviços digitais cedidos na internet nestas entidades de Saúde e oferece, também, uma gama personalizada de serviços de comunicações de voz fixa e móvel, tanto para as entidades dos cuidados de saúde primários, como das entidades hospitalares. Nos cuidados de saúde primários abrangerá a cobertura de necessidades de comunicação fixa e móvel, incluindo serviços de manutenção das comunicações fixas, bem como oferta de um conjunto significativo de equipamentos móveis (telemóveis) e respetivos pacotes de comunicação. As entidades hospitalares também poderão beneficiar da maior parte destes serviços.

A nova RIS 2020 – afiança a Altice – «revela uma infraestrutura mais resiliente e com capacidades internas que garantem uma mais eficaz monitorização, possibilitando um melhor controlo e análise do tráfego e, desta forma, uma melhor segurança de toda a informação que circula internamente na RIS e com os parceiros que interagem com o SNS. A implementação da nova RIS será gradual, estando a migração planeada entre 2019 e 2020».

Segundo o comunicado da empresa, a estratégia da Altice Portugal para o segmento empresarial é fundamentada na sua capacidade de investimento em inovação tecnológica e infraestruturas de vanguarda; numa rede comercial com a capilaridade nacional e mais de 850 comerciais a quem são reconhecidas competências profissionais de excelência e know-how tecnológico; e num portefólio inovador, com as melhores e mais globais soluções de telecomunicações, ICT e BPO. De recordar que o segmento empresarial da Altice Portugal tem vindo a crescer em clientes e em receita (+1.2% no 1 trimestre de 2019), em resultado da aposta nas áreas de ICT e Serviços BPO, e em novas linhas de produtos & serviços na área do IoT.

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.