Uma homenagem especial num ano difícil

São Vicente vê em 2017 um ano especial, revela Bruno Santos, presidente da Academia Recreativa dos Leais Amigos (ARLA), responsável pela marcha. Foi há 20 anos que morreu a ensaiadora Luísa Rafael, que desempenhou essa missão de 1994 a 1997. Uma mulher destacada no teatro, na freguesia e no bairro.

Em 1996 e 1997 conseguiu que a marcha ficasse em segundo lugar. “Fez muito por São Vicente. Tenho a forte convicção de que, se não tivesse morrido num acidente de automóvel a 20 de Julho de 1997, já teríamos ganho o concurso, com ela à frente”.

Este ano, o trabalho está mais difícil. O novo senhoria quer que a ARLA saia das instalações, e a actual lei do arrendamento deixa pouca margem de manobra à colectividade.

Foi identificado um novo espaço que poderia ser arrendado e servir esse objectivo, e Bruno pediu à Junta de Freguesia que intercedesse junto da Câmara Municipal para que isso fosse possível.

Sagres – Patrocinador Principal “Olhares de Lisboa – Marchas Populares 2017”






Quer comentar a notícia que leu?