Está inaugurado o novo Espaço de Atendimento Municipal em Algés

Foi inaugurado, esta quinta-feira, dia 6 de junho, o novo Espaço de Atendimento Municipal, em Algés, na Rua do Parque Anjos, número 4-A, e que junta os Serviços Intermunicipalizados de Água e Saneamento de Oeiras e Amadora (SIMAS), a Parques Tejo e o Espaço Cidadão. O novo espaço, com 349 metros quadrados, vem trazer melhores condições de atendimento e de conforto para clientes e colaboradores das três entidades.

Os Serviços Intermunicipalizados de Água e Saneamento de Oeiras e Amadora (SIMAS) já têm um novo espaço de atendimento, que fica localizado em Algés, no novo Espaço de Atendimento Municipal, ficam também os serviços da Parques Tejo e o Espaço Cidadão. Em relação à Parques Tejo, os munícipes poderão, neste local, tratar dos dísticos de residente e pagar coimas. Já no Espaço Cidadão, será possível aceder tratar de assuntos relacionados com a saúde, ambiente, habitação municipal e de outros relacionados com a Segurança Social, Autoridade Tributária e Aduaneira (Finanças), Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, entre outras entidades da Administração Central.

O novo espaço tem mais de 349 metros quadrados, e distribui-se por dois pisos, tendo sido projetado para oferecer conforto e eficiência aos cidadãos e aos colaboradores. Igualmente, o novo espaço de atendimento tem uma melhor acessibilidade, contando ainda com áreas dedicadas exclusivamente aos funcionários, incluindo instalações sanitárias, vestiários, copa e sala de reuniões. A cerimónia de inauguração contou com a presença do presidente da Câmara de Oeiras, Isaltino Morais, a nova presidente dos SIMAS, Joana Baptista, recentemente nomeada, bem como dos Vogais do Conselho de Administração do SIMAS, Catarina Dão e Luís Lopes. Estiveram ainda dirigentes dos SIMAS e da Câmara Municipal de Oeiras, o presidente da Parques Tejo, Rui Rei, Vera Carvalho, responsável pelo Espaço Cidadão, e o presidente da União de Freguesias de Algés, Linda-a-Velha, Cruz Quebrada e Dafundo (UFALCD), João Antunes.

Nova administração dos SIMAS tomou posse há duas semanas 

Segundo Joana Baptista, esta inauguração “é um momento feliz, com uma enorme responsabilidade, porque é o primeiro momento público em que a nova administração está presente”. A nova administração “tomou posse há cerca de duas semanas”, referiu a autarca, aproveitando para agradecer o “voto de confiança” depositado em si e na sua equipa. “Significa que os próximos tempos implicarão responsabilidade, esforço, dedicação para todos, sem exceção, desde os administradores, aos dirigentes, aos técnicos, aos operacionais. Foram duas semanas onde se conseguiu a aprovação do relatório de contas, a aprovação do ciclo tarifário para 2024, e a aprovação das Grandes Opções do Plano para 2024”.

“São documentos aparentemente internos, mas que têm uma enorme importância estratégica para aquilo que é a materialização das nossas políticas de investimento”, acrescentou a presidente dos SIMAS. “A inauguração desta loja é um enorme pontapé de partida, e foi um projeto que foi continuamente reajustado e corrigido para ser perfeito. É uma loja extraordinária, e que tem a marca do município de Oeiras”, disse ainda. O anterior espaço de atendimento dos SIMAS ficava numa loja localizada no centro histórico de Algés, mas não dispunha de condições de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida.

“Esta loja tem menor área, mas, na realidade, todo o espaço, tanto o piso térreo como a cave, foi totalmente aproveitado ao milímetro. Foi um passo gigantesco aquele que se conseguiu com esta loja”, referiu Joana Baptista, adiantando que, no piso inferior, fica o espaço destinado aos funcionários, onde se inclui a copa, a sala de reuniões e os vestuários. Na nova loja dos SIMAS, os cidadãos poderão efetuar pagamentos, novos contratos, adesão ao débito direto, marcação de serviços, entre outros.

Cerca de 20 mil atendimentos por ano no novo espaço, estima Joana Baptista

“A média dos atendimentos presenciais nesta loja pode rondar os cerca de 20 mil por ano”, disse ainda a presidente dos SIMAS, que aproveitou a ocasião para apresentar e agradecer a toda equipa que vai trabalhar neste novo Espaço de Atendimento Municipal. “É com este enorme sentimento de satisfação que damos hoje aqui o pontapé de partida para que na próxima semana, na terça-feira, dia 11 de junho, possamos iniciar aqui funções neste novo Espaço de Atendimento Municipal. Atender bem, fazer bem feito e que os nossos munícipes e todos aqueles que se dirigem presencialmente a este espaço, se sintam felizes, satisfeitos e sejam confortados com um ótimo atendimento”, concluíu Joana Baptista.

Por outro lado, o presidente da Câmara Municipal de Oeiras (CMO), Isaltino Morais, começou o seu discurso a “salientar a qualidade deste trabalho. Há 20 ou 30 anos atrás, era muito difícil apresentar um espaço com esta qualidade, com este conforto, com este visual, com a imagem que se pretende transmitir. E a imagem que se pretende transmitir é igualar a prestação de serviços e a qualidade que qualquer empresa privada tem. Entendemos que não deve haver diferença entre o conforto e as condições de trabalho que são proporcionadas aos nossos colaboradores”, destacou o autarca.


Isaltino Morais defende mais estabilidade na gestão dos SIMAS

“É indiscutível que estamos perante instalações de qualidade que são feitas a pensar em primeiro lugar nos cidadãos, os clientes dos serviços municipalizados, mas também dos nossos colaboradores, é fundamental que se sintam orgulhosos de pertencerem a esta organização e sentirem que são tratados com dignidade e com respeito”, reiterou. Isaltino Morais reconheceu ainda, no mesmo discurso, que os “serviços municipalizados têm passado por uma fase difícil. Entre 2017 e 2019, os SIMAS foram presididos pela presidente da Câmara Municipal da Amadora, e entre 2019 e 2021, foram presididos por mim próprio. Entre 2020 e 2024, foram presididos novamente pela Amadora”.

Contudo, considera, esta “administração rotativa tem um mau resultado. Se os SIMAS de Oeiras e Amadora foram uma referência em Portugal durante muitos anos, têm que voltar a ser, mas não pode haver instabilidade política”, sublinhou o presidente da CMO, garantindo que irá tentar procurar, em conjunto com a administração dos SIMAS, “uma solução de estabilidade para que os serviços municipalizados não andem ao sabor das políticas de um município e de outro, até porque são municípios muito diferentes, com ambições e objetivos muito diferentes”.

Oeiras rejeita privatização dos serviços municipalizados

“Há quase um ano foi do domínio público que a Amadora pretendia separar-se de Oeiras, entrando na criação de uma empresa que uniria outros municípios no âmbito do Grupo das Águas de Portugal. Em Oeiras, não está, nunca esteve, nem estará no nosso horizonte qualquer ideia de privatização ou concessão”, afirmou o autarca de Oeiras, reforçando que deve sim existir um esforço para “garantirmos que os serviços intermunicipalizados tenham estabilidade”.  Por fim, Isaltino Morais aproveitou ainda para felicitar a nova administração dos SIMAS Oeiras e Amadora, desejando-lhe os maiores sucessos.

“Esta administração, em 15 dias, demonstrou que era possível”, sublinhou ainda o edil, lembrando que, apenas em duas semanas, já foi aprovado o novo orçamento para 2024, o que reflete a capacidade de trabalho e a competência da nova administração. “O fazer bem feito é o que traduz o a nossa filosofia, a nossa forma de estar e aquilo que nos distingue cada vez mais dos outros”, disse ainda Isaltino Morais, desejando que o novo espaço seja uma referência no atendimento, onde “os cidadãos sejam bem recebidos e que se sintam bem” e que os funcionários “se sintam felizes aqui”.

Quer comentar a notícia que leu?