ALVALADE ESTÁ APOSTADA NA MOBILIDADE SUAVE COM CARREIRA DE BAIRRO

0

A mobilidade suave passa pelos transportes públicos dentro e para fora das freguesias. Ontem, o presidente da Junta de Freguesia de Alvalade, José António Borges, com a inauguração da nova carreira de bairro, viu realizado parte dos seus objetivos: suprimir as limitações da oferta de transportes na freguesia.

Ontem foi inaugurada mais uma carreira de Bairro, a 46 B que liga várias localidades da Freguesia de Alvalade, que começa na Avenida Estados Unidos da América e, como diz o presidente da Junta de Freguesia de Alvalade, José Borges, esta é uma forma de suprimir as limitações ao nível da oferta de transportes públicos e, ao mesmo tempo, promover o acesso a serviços e equipamentos.

Com um intervalo médio de 25 minutos, esta carreira cruza com várias outras carreiras de bairro e, neste momento, afirma José Borges, a Carris disponibiliza um serviço de transporte gratuito, tendo criado carreiras de bairro, regulares, que cobrem todo o território da freguesia, ligando as zonas residenciais às zonas institucionais.

Desta forma, a Carris, como afirmam as autoridades municipais, continua a expandir a sua rede e a tentar melhorar o serviço ao cliente, apesar dos condicionalismos impostos pela pandemia do Covid-19, e, por isso, ontem inaugurou a 17ª Carreira de Bairro, com a referência 46B Entrecampos – Circulação na Rua Murtas, na freguesia de Alvalade.

A carreira 46B tem início na Avenida dos Estado Unidos da América e segue pelo Largo Machado Assis, R. Dr. Gama Barros, Av. EUA, R. Francisco L. Fonseca, R. Eduardo Noronha, Avenida D. Rodrigo Cunha, R. Conde Arnoso, R. Marquês Soveral, Rua Alferes Malheiro, R. Reinaldo Ferreira, Av. Rio de Janeiro, Av. Brasil, R. Murtas, Av. Roma, Av. Igreja, R. Afonso Lopes Vieira, Campo Grande e Av. EUA, onde faz terminal. Esta nova carreira de bairro cruza com outras linhas, nomeadamente a 717, 727, 731, 735, 736, 744 e 750.

A 46B funciona todos os dias das 7:30 às 20:30 horas, com intervalo médio de 25 minutos. Todos os títulos de transporte da rede urbana da CARRIS são válidos, assim como o passe exclusivo “Carreira de Bairro” (10 euros por 30 dias).




As Carreiras de Bairro pretendem reforçar a mobilidade local, criando complementaridade à rede já operada pela Carris, gerando maior proximidade às infraestruturas mais importantes dos bairros como as escolas, centros de saúde, mercados e outros meios de transporte público, contribuindo também para «retirar carros» das ruas do bairro de Alvalade que prevê, até ao final do mandato, em setembro de 2021, ter mais 222 lugares para estacionamento automóvel: na Rua Silva e Albuquerque – 113 lugares; Logradouro da Rua António Pusich – 45 lugares; Largo da Rua Aprígio Mafra – 48 lugares; e na Avenida do Brasil entre os números 160 e 174 – 16 lugares.

Assim, no total, no mandato 2017 – 2021 a Junta de Freguesia de Alvalade ambiciona ter mais de 510 lugares de estacionamento automóvel (aumento líquido de lugares que foram onerados para outras utilizações como lugares para motociclos, bicicletas, eco ilhas enterradas ou intervenções no espaço público); mais de 210 lugares para motociclos; e mais de 30 bolsas para bicicletas.

José Borges promete continuar, no próximo mandato, com a criação de espaços de estacionamento pela própria junta. Contudo, é conveniente lembrar que a Câmara e a EMEL vão criar na freguesia um parque subterrâneo com capacidade para 400 lugares.

Sabores de Alvalade

Por outro lado, segundo anuncia a Junta de Freguesia de Alvalade, estão abertas até 14 de maio as inscrições para a 4.ª edição do concurso gastronómico Sabores de Alvalade, cujas provas e votações acontecem entre os dias 24 de maio e 24 de junho.

Este concurso tem com o objetivo promover e valorizar a oferta gastronómica da freguesia, reconhecida pela sua qualidade e variedade. Este ano, a Junta de Alvalade decidiu aliar ainda a este evento de promoção do sector da restauração mais uma medida de apoio ao comércio local, assumindo todas as despesas das refeições efetuadas pelo júri ao longo da prova em cada um dos restaurantes a concurso.

Os pratos tradicionais em competição serão avaliados por um júri, que terá em conta a qualidade da comida, a apresentação do prato, o atendimento e o conforto da sala de refeições. Já a decisão sobre aquele que é o melhor doce de Alvalade estará nas mãos do público, que poderá votar no seu favorito através das nossas redes sociais.

Quer comentar a notícia que leu?