ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA COM MAIS CARREIRAS

0

Os TST, Boa Viagem e Mafrense vão reforçar, a partir de segunda-feira, a oferta das carreiras rodoviárias na Área Metropolitana de Lisboa, nomeadamente nos concelhos de Almada, Lisboa, Mafra, Vila Franca de Xira, Torres Vedras, Loures, entre outros.

Os Transportes Sul do Tejo (TST) vão repor, a partir de segunda-feira, dia 18 de maio, sete carreiras para Lisboa, com destino à Praça do Areeiro, Praça do Marquês de Pombal e Cidade Universitária. Encontram-se neste lote as careiras 151 (Charneca de Caparica – Lisboa/Marquês de Pombal), 155 (Costa da Caparica – Lisboa/Marquês de Pombal), 160 (Almada – Lisboa/Praça do Areeiro), 161 (Costa da Caparica – Lisboa/Praça do Areeiro), 169 (Lisboa/Marquês de Pombal – Santa Marta do Pinhal), 176 (Almada – Lisboa/Cidade Universitária) e 190 (Charneca de Caparica – Lisboa/Praça Areeiro).

Desde dia 11 de maio que a operadora tinha reforçado os horários nas carreiras 108, 182, 195, 201, 222, 230, 317, 403, 410, 412, 415, 601, 709 e 751 e feito ajustes nos horários da 184, 227, 401 e 416. Na mesma data foram também ativadas as carreiras 616 e 756, e reforçados os horário e extensão de percurso das carreiras 203 e 783.  Os horários completos poderão ser consultados no sítio dos TST em: https://www.tsuldotejo.pt/.

A empresa Barraqueiro (marcas Boa Viagem e Mafrense), por sua vez, reforçou, desde 13 de maio, a sua oferta em 16 carreiras. Foram reforçadas as carreiras 3 (Alenquer – Alverca), 18, (Cadafais – Vila Franca de Xira), 43 (Lisboa/Campo Grande – Sobral Monte Agraço), 49  (Vila Franca de Xira/estação – Vila Franca de Xira/hospital), 50 (Torres Vedras – Vila Franca de Xira), 87 (Lisboa – Sobral de Monte Agraço), 209 (Ericeira – Lisboa/Campo Grande), 229 (Mafra – Quinta das Pevides), 255 (Montelavar – Sintra) e 256 (Montelavar – Sintra). Foi também reforçada a oferta em seis carreiras: 1 (Alenquer – Vila Franca de Xira), 19 (Cadafais – Vila Franca de Xira), 40 (Póvoa de Santa Iria – Vila Franca de Xira), 91 (Vila Franca de Xira/estação – Vila Franca de Xira/Hospital), 220 (Mafra -Sintra) e 221 (Mafra – Torres Vedras). Mais informações nos sítios dos operadores https://www.boaviagem.pt/boaviagem/Boa-Viagem e https://www.mafrense.pt/mafrense/Mafrense.

Pagamento a operadores

Durante o período de emergência de saúde pública ocasionada pela COVID-19, a Área Metropolitana de Lisboa, na qualidade de autoridade de transportes, em articulação com os operadores de transporte rodoviário, procurou implementar soluções que minimizassem os riscos nas necessidades de deslocação de todos os que continuaram a procurar os serviços de transporte público.





Apesar da redução significativa de passageiros e de receita do sistema, e tendo em conta o enquadramento legislativo entretanto produzido pelo Governo, a Área Metropolitana de Lisboa refere que «cumpriu e adiantou os pagamentos aos operadores, procurando, deste modo, que, mesmo no mês de abril, fosse assegurada uma oferta de serviço dos transportes rodoviários de, pelo menos, 40%, face à que era normalmente realizada». Com a retoma progressiva das atividades, e o previsível aumento da procura, a «oferta está a ser gradualmente ajustada, e será alvo de mais reforços ao longo das próximas semanas», informa a AML, adiantando que tem trabalhado «com os operadores no sentido de se cumprirem as regras e padrões de segurança e de boas práticas estabelecidas durante este período, como a utilização de máscara, limites de lotação dos veículos e determinações adicionais de limpeza, higienização e arejamento dos autocarros».

Por outro lado, tem vindo a ser tomadas medidas de sensibilização e proteção dos motoristas, designadamente através dos apelos à compra antecipada dos títulos de transporte e à minimização da permanência de passageiros na zona de trabalho dos motoristas.

A Área Metropolitana de Lisboa continua – segundo o comunicado – a «diligenciar medidas no sentido de ultrapassar os atuais constrangimentos, e procurará encontrar soluções, conjuntamente com as autarquias, operadores e governo, que dêem resposta às necessidades de mobilidade da população, de forma fiável e em segurança».

Crédito de foto: TSTBarraqueiro_Chapman Chow

Escreva aqui o seu comentário...