CÂMARA DE LISBOA ANTECIPA OBJETIVOS PARA A NEUTRALIDADE CARBÓNICA EM 20 ANOS

A autarquia de Lisboa vai antecipar em vinte anos os objetivos traçados para a descarbonização da cidade, prevista para 2050. O anúncio foi feito pelo Vice-Presidente da Câmara Municipal, Filipe Anacoreta Correia, durante o debate “Autarcas pelo Clima”, que decorreu quinta-feira, dia 6 de julho, na Nova SBE.

Segundo o autarca, Lisboa “está na vanguarda da neutralidade carbónica” e para que a capital consiga ser uma cidade climatericamente neutra, o executivo camarário compromete-se a apostar em LED’s para assegurar a iluminação pública, e a desenvolver o projeto Lisboa Solar (instalação de sistemas solares nos edifícios municipais), assim como utilizar as águas residuais para a rega e para a lavagem das ruas.

Outra das medidas passa também por garantir transportes públicos gratuitos, uma vez que “mais de 50 por cento das emissões de carbono está ligada aos transportes”, disse ainda Filipe Anacoreta Correia.

Recorde-se que Lisboa foi selecionada pela Comissão Europeia como uma das cidades para participar na Missão da UE para 100 cidades neutras e inteligentes até 2030, a chamada “Missão Cidades”.

Esta iniciativa vai permitir “desbloquear oportunidades de financiamento europeias e nacionais para atingir esses objetivos”, acrescentou o vice-presidente da autarquia lisboeta. “Apesar de as metas fixadas serem muito exigentes, a Câmara de Lisboa vai antecipar grande parte delas para 2030”, sublinhou Filipe Anacoreta Correia, acrescentando que uma das prioridades da autarquia é “ganhar contratos climáticos”.

Crédito de foto: csm_sofia






Quer comentar a notícia que leu?