CARNAXIDE E QUEIJAS JÁ ESTÃO SERVIDAS PELO COMBUS

0

Carnaxide e Queixas já tem a operar, desde hoje, dois autocarros da rede COMBUS. Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, anunciou, no decorrer da cerimónia de inauguração, que até 17 de dezembro a rede COMBUS vai cobrir todo o concelho.

Após Algés e Linda Velha, Paço de Arcos e Oeiras, o COMBUS, serviço gratuito de transporte urbano de Oeiras, começou a operar em Carnaxide e Queijas, seguindo-se a instalação deste serviço em Barcarena, a 3 de Dezembro, e em Porto Salvo, a partir de 17 de Dezembro, anunciou hoje o presidente da Câmara de Oeiras, Isaltino Morais, no decorrer da cerimónia de apresentação e bênção, pelo padre Pedro Coutinho, dos dois autocarros que vão operar na União de Freguesias e que estiveram em exposição no Centro Cívico de Carnaxide.

Isaltino Morais fez questão de referir que a rede «COMBUS nasceu para complementar os transportes públicos existentes» e que, provavelmente, «poderá vir a ser integrada na rede de transportes públicos da Área Metropolitana de Lisboa».

«Este serviço tem por objetivo colmatar lacunas dos oeirenses relativamente à rede de transportes públicos existente, nomeadamente ao nível de acesso às instituições e a serviços tais como mercados, centros de saúde, igrejas, farmácias e sedes de juntas de freguesia», afirma o presidente da Câmara de Oeiras, lembrando que este serviço foi inaugurado em junho de 2007 e suspenso em fevereiro de 2014, durante o anterior mandato do independente Paulo Vistas, o que «motivou alguma contestação por parte dos munícipes, tendo mesmo sido feitas petições para trazê-lo de volta».

O arranque deste percurso, salientou, «dá seguimento ao objetivo de, tal como anunciado no início deste mandato, do COMBUS chegar a todas as freguesias do concelho até ao final do ano». Assim, depois de ter referido que os autocarros não «podem ir a todas as ruas», mas que existe disponibilidade por parte do município «para acertos de percursos», Isaltino Morais salientou que «que este serviço já está a operar em Algés, Cruz-Quebrada-Dafundo e Linda-a-Velha desde 2018, Oeiras e São Julião da Barra e Paço de Arcos e Caxias desde o início deste ano», sendo agora «a vez de Carnaxide e Queijas, seguindo-se Barcarena, com o arranque deste transporte agendado para 3 de dezembro e, por fim, em Porto Salvo a partir do dia 17 de dezembro».

Do ponto de vista do autarca, que defendeu as políticas de transporte que estão a ser assumidas pela Área Metropolitana de Lisboa, defendeu que «é necessário que as pessoas tenham uma maior mobilidade, até para se deslocarem para os seus locais de trabalho» e, por isso, a Câmara de Oeiras, dando seguimento à estratégia definida de garantir melhores condições de mobilidade, a aposta no serviço de transportes do concelho, lembrando que o COMBUS representou um investimento total de 2 milhões de euros.






Por seu turno, o presidente da União de Freguesias de Carnaxide e Queijas, Inigo Pereira, adiantou que este «era um serviço há muito aguardado pela população de Carnaxide e Queijas» que, deste modo, «vem satisfeitas as suas necessidades de circular na freguesia».

Para Inigo Pereira, a inauguração destes percursos do COMBUS devem-se, única e exclusivamente, à dinâmica do atual executivo de Oeiras em criar as melhores condições de vida à população do concelho.

Estes dois veículos, abençoados pelo pároco de Carnaxide, padre Pedro Coutinho, têm capacidade de transporte para 16 pessoas e 10 pessoas em pé e ainda acesso para pessoas com mobilidade reduzida. No interior os autocarros, existem monitores com imagens e informações acerca do concelho de Oeiras e dispõem de display de informação de destino para o exterior dos autocarros, de fichas USB em cada um dos bancos para possibilitar o carregamento de dispositivos informáticos, de porta exclusiva para entrada e outra para saída de passageiros, bem como sinalização para paragem.

 

Escreva aqui o seu comentário...