METRO DE LISBOA COM COMBOIOS DE SEIS CARRUAGENS

0

O Metropolitano de Lisboa, que entrou na segunda fase das medidas de combate à pandemia Covid-19, e no estrito cumprimento das instruções da Direção-Geral de Saúde, vai implementar a circulação com comboios de seis carruagens em todas as linhas.«O Metropolitano de Lisboa, no âmbito das ações definidas no seu plano de contingência, adotou já um conjunto de medidas de prevenção e de higienização para proteção dos seus colaboradores e clientes, salientando-se as seguintes ações, que se enquadram na fase de prevenção da pandemia», afirma um comunicado agora emitido pelo Metro de Lisboa.

Mas, a nível dos colaboradores, – adianta o comunicado – está constituído um «grupo de trabalho de acompanhamento permanente formado por representantes das áreas operacionais num total de dez representantes» e também está a acontecer uma «troca de informações com empresas congéneres para recolha das melhores práticas nesta matéria», tendo sido canceladas «as viagens profissionais e de todas as participações ao estrangeiro, previstas realizar durante o mês de março, continuando a monitorizar-se a evolução da situação». Está também a realizar-se o «levantamento e identificação dos trabalhadores cuja situação clínica possa ser considerada como grupo de risco», revela um comunicado do Metropolitano de Lisboa.

Ainda ao nível dos colaboradores, o Metro assegura que, «até ao momento, ainda não foram detetados casos de trabalhadores do Metropolitano de Lisboa infetados pelo Covid-19» e que as medidas que decidiu adotar passam também pela definição de um conjunto de serviços prioritários a trabalhar em regime de teletrabalho em caso de necessidade; distribuição de equipamentos de proteção individual para o pessoal médico e de enfermagem; aprovisionamento de medicação pelo serviço interno da medicina do trabalho para profilaxia em caso de exposição da doença; implementação e divulgação das medidas preventivas e de reforço de higiene através da afixação de cartazes em vários locais da empresa e suportes digitais; definição, instalação e equipamento de zonas de isolamento para apoio aos colaboradores das diversas áreas da empresa; reforço de limpeza nos locais administrativos, zonas comuns e equipamentos; reforço dos produtos desinfetantes (álcool e antisséticos) para desinfeção pelos trabalhadores dos postos de trabalho partilhados.

Medidas preventivas para utentes

Ao nível do clientes, as medidas do Metro no âmbito desta segunda fase de prevenção contra o Covid-19 traduzem-se na divulgação das medidas preventivas e de reforço de higiene através da afixação de cartazes no interior das carruagens, meios digitais e mensagens sonoras e escritas na rede de Metro; implementação da circulação com comboios de seis carruagens em todas as linhas durante todo o horário de exploração, sete dias por semana; definição, instalação e equipamento de zonas de isolamento nas estações de acordo com todas as normas e indicações emanadas pela DGS; reforço de limpeza nas estações com desinfeção das áreas físicas de maior contacto manual designadamente máquinas de venda de títulos, corrimãos, puxadores e elevadores, sendo que, neste caso, a limpeza é efetuada das 07h00 às 23h00, com ações reforço de desinfeção das 09h00 às 18h00, sete dias por semana.

Outras medidas que serão aplicadas pelo Metro em relação aos clientes serão o reforço da limpeza diária no interior dos comboios; o reforço da ventilação nas estações e comboios; a redução e/ou suspensão do número de eventos previstos realizar nas estações; o encerramento do ‘Espaço Bebé’ da estação Alameda; e o encerramento das instalações sanitárias existentes nas estações Marquês de Pombal, São Sebastião, Campo Grande, Terreiro do Paço, Aeroporto, Oriente e Rossio.

«O Metropolitano de Lisboa continuará a monitorizar a situação, em contacto permanente com as autoridades competentes, estando em condições para ativar, de imediato, quaisquer outras orientações técnicas de saúde pública que venham a ser emanadas para combate à pandemia», garante o referido comunicado.