A CARRIS inaugurou hoje mais uma carreira de bairro, a 22 B. A viagem inaugural, com início e término na Rua dos Remolares, teve como passageiros o vereador da Mobilidade, Miguel Gaspar, e a presidente da Junta de Freguesia da Misericórdia, Carla Madeira.A freguesia da Misericórdia tem, desde hoje, uma nova carreira de Bairro, a 22B que tem início na Rua dos Remolares e segue pela Praça Duque de Terceira, R. do Alecrim, Pç. Luís de Camões, R. do Loreto, R. da Rosa, R. D. Pedro V, Pç. Príncipe Real, R. Jasmim, R. Palmeira, R. Nova da Piedade, R. S. Bento, R. Mastros, Lg. Conde Barão, R. da Boavista, R. de S. Paulo, R. da Moeda, Pç. D. Luis I, R. Ribeira Nova até à Rua Remolares onde faz terminal.

O vereador da mobilidade da Câmara de Lisboa, Miguel Gaspar, e a presidente da Junta de Freguesia da Misericórdia, Carla Madeira, foram passageiros na viagem inaugural. O vereador da mobilidade salientou que «o percurso destas carreiras tem como objetivo promover a mobilidade dentro das freguesias» e, dessa forma, facilitar, principalmente aos mais idosos, «deslocações, nomeadamente aos centros de saúde».

Por outro lado, como defende Miguel Gaspar, as carreiras de bairro contribuem para cimentar uma das grandes apostas da cidade de Lisboa, uma maior utilização do transporte público. O vereador referiu-se ainda à mobilidade partilhada (bicicletas partilhadas).

Do ponto de vista de Miguel Gaspar, as carreiras de bairro permitem às pessoas que não habitam «nos bairros históricos» deslocarem-se na capital sem trazerem «os veículos particulares para o centro da cidade».

Por seu turno, a presidente da Junta de Freguesia da Misericórdia, Carla Madeira, salientou que esta carreira «vai dar resposta a uma necessidade que se sentia na freguesia, principalmente à população mais idosa», complementando a oferta do transporte porta-a-porta que a Junta de Freguesia tem ao serviço dos residentes.

Com início e término na unidade de saúde do Cais do Sodré, com percursos de 30 minutos, «esta carreira – afirma a autarca – vai ser usada essencialmente pelos residentes na freguesia».

Segundo ela, a Misericórdia até «está bem servida de transportes». Contudo, alguns autocarros e elétricos, principalmente o elétrico 28, são «utilizados maioritariamente por turistas», o que dificulta a deslocação dos residentes dentro da freguesia.

Esta nova carreira de bairro cruza com outras linhas da CARRIS: 706, 714, 727, 728, 732, 735, 736, 758, 760, 773, 781, 782, 15E, 18E, 24E, 25E e 28E.

A 22B vai funcionar todos os dias das 7 às 21 horas, com intervalo médio de 30 minutos. Todos os títulos de transporte da rede urbana da CARRIS são válidos, assim como o passe exclusivo “CARREIRAS DE BAIRRO” (10€ por 30 dias).

As Carreiras de Bairro têm como objetivo reforçar a mobilidade local, criando complementaridade à rede já operada pela CARRIS. Estas novas linhas geram maior proximidade às infraestruturas mais importantes dos bairros como escolas, centros de saúde, mercados e outros meios de transporte público.

As Carreiras de Bairro são como «sementes que espalhamos por Lisboa para oferecer mais e melhor serviço», salienta esta empresa municipal de transportes em comunicado, sublinhando que o objetivo é ter «menos carros, mais CARRIS!»

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.