A  presidência da Câmara Municipal de Loures esteve, nos dias 5 e 6 de abril, sediada na vila de Moscavide, em mais uma edição da iniciativa criada pelo presidente da edilidade, Bernardino Soares, e intitulada «Mais perto de si».O presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares, anunciou que o novo mercado municipal de Moscavide possa abrir portas em 2020, disponibilizando mais 300 lugares de estacionamento. Esta declaração do autarca foi feita no decorrer da visita que efetuou ao Mercado Municipal de Moscavide, no âmbito de uma «espécie de presidência aberta», intitulada «Mais perto de si», que o edil realizou  nesta vila do concelho de Loures

A obra – segundo Bernardino Soares – insere-se na segunda fase do processo de revitalização da vila de Moscavide, na fronteira com o concelho de Lisboa, e deverá ficar a cargo de um investidor privado.

Segundo explicou o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares, «estamos a procurar lançar um concurso em que haja um investidor privado, que suporte esse investimento e que fique, depois, com a possibilidade de explorar um espaço comercial durante alguns anos».

Bernardino Soares revela, ainda, que o concurso público para a construção do futuro mercado de Moscavide possa estar concluído no final deste ano, podendo depois iniciar-se a obra.

«Queremos encontrar uma solução, que não é original e que tem sido muito usada noutros municípios, no sentido de termos um novo mercado, mantendo a vitalidade que o mercado de Moscavide tem, mas com uma oferta de estacionamento e com outro enquadramento e modernização que lhe garanta não só ser um ponto de atração forte de toda a zona oriental, mas também uma solução para o problema de estacionamento», sublinhou.

A autarquia perspetiva criar cerca de 300 novos lugares, reconhecendo que o problema de estacionamento em Moscavide será «sempre crónico: Moscavide será sempre uma freguesia castigada pela falta de estacionamento porque não tem para onde crescer e os carros aumentam diariamente», lamentou, revelando, por outro lado, que está a ser estudada a possibilidade de criar uma central de estacionamento junto ao centro de saúde.

«Mais perto de si», como explica o presidente da Câmara de Loures, é uma iniciativa que pretende «estar mais perto da realidade, mais perto dos problemas e dos constrangimentos das populações e aprofundar a relação de proximidade com o munícipe, seja no acolhimento das sugestões e propostas, seja na apresentação das grandes opções municipais, quer para Moscavide, quer para o concelho».

Em jeito de balanço, Bernardino Soares referiu que o município está a discutir com as entidades de Moscavide e irá fazê-lo também com a população se a prioridade de intervenção naquela freguesia deve abranger a revitalização da praceta José Gouveia ou o jardim público da vila, a revitalização da estação da CP de Moscavide.

Aumentar oferta de transportes

Também em jeito de balanço à entrada em vigor do novo passe municipal e metropolitano e a influência que o mesmo poderá ter na resolução de alguns problemas de trânsito no concelho, Bernardino Soares considera que «ainda é cedo para se realizar esse balanço». Contudo, como adianta, está é uma óptima medida, que irá aliviar financeiramente milhares de famílias.

Mas, na perspetiva do autarca, é necessário aumentar o oferta de transportes, lembrando que vai ser efetuado, no âmbito da Área Metropolitana de Lisboa, um concurso público para aumentar em 20 por cento a oferta de transportes e a criação de novas redes de transportes.

Todavia, para colmatar essa carência a Câmara de Loures já colocou mais um autocarro a fazer «o serviço Rodinhas (rede local de transportes)».Durante uma presidência aberta que o executivo municipal realizou na vila de Moscavide – iniciativa que já percorreu outras localidades do concelho – o autarca visitou o centro de saúde, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, o centro paroquial, várias escolas e teve uma reunião com parceiros para apresentação da 2.º fase da revitalização urbana.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.