OEIRA TEM CICLOVIA EMPRESARIAL A LIGAR PAÇO DE ARCOS A PARQUES EMPRESARIAIS

0

Oeiras está apostada na mobilidade suave e, hoje, Isaltino Morais, inaugurou a ciclovia empresarial entre a estação da CP de Paço de Arcos e o Lagoas-Parque, anunciando, para breve, uma ciclovia entre a estação de Oeiras e a praia da Torre, e outra entre Leceia e Vila Fria.

O presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, inaugurou hoje, 24 de abril, a Ciclovia Empresarial entre a Estação Ferroviária de Paço de Arcos e o Lagoas Parque -Estrada de Cacilhas, numa extensão de quase 4 quilómetros, o que irá permitir – como disse o autarca – «potenciar a mobilidade suave e ser um incentivo à utilização de bicicletas, bem como às deslocações pedonais».

Assim sendo, o edil salientou que, a partir de agora vai ser mais fácil circular de bicicleta em Paço de Arcos, lembrando que este corredor ciclável está situado entre a estação de caminhos-de-ferro (onde já existe um parque de estacionamento para bicicletas) e os Parques Empresariais da Quinta da Fonte e Lagoas Parque.

Este corredor, como realçou, vai beneficiar estas zonas, mas também vai servir as zonas residenciais e de emprego ao longo da Estrada de Paço de Arcos e a Estrada de Oeiras.

Deste modo, as deslocações a pé e de bicicleta vão ficar mais fáceis entre estas duas localidades. Até porque também é fácil chegar ao Oeiras Parque, Auchan e a outras zonas de empresas e de escolas, promovendo-se, assim, «a mobilidade suave, quer de trabalho quer de estudo, nesta zona».

Ao mesmo tempo, adiantou Isaltino Morais, criou-se um corredor seguro, confortável e eficiente para utentes de bicicletas e peões, entre a estação de caminho-de-ferro e os parques empresariais da Quinta da Fonte e Lagoas Parque.


Investir na mobilidade suave

Após realçar que este projeto implicou um investimento de 1.625 milhões de euros, a maioria financiado com verbas comunitárias, Isaltino Morais lembrou que estes dois pólos de emprego são também geradores significativos de deslocações, a grande maioria em transporte individual.

Além de beneficiar os mencionados parques empresariais, este corredor serve também zonas residenciais e de emprego ao longo da Estrada de Paço de Arcos e Estrada de Oeiras, bem como a população residente no núcleo central de Porto Salvo e a de Paço de Arcos e vai facilitar as deslocações a pé e de bicicleta naquelas duas localidades, incluindo a ligação destas ao Oeiras Parque, grandes superfícies comerciais e outras zonas de empresas e escolares, promovendo a mobilidade suave nos movimentos pendulares, quer de trabalho quer de estudo, que aconteçam nesta envolvente.

A maior parte dos sinistros e atropelamentos sucedem nas interseções, pelo que houve particular cuidado em reduzir as velocidades dos veículos automóveis de modo a que o atravessamento de peões e ciclistas se faça em segurança, salientou, por outro lado, Isaltino Morais, revelando que grande parte do investimento incluiu medidas de acalmia de tráfego para assegurar a segurança e conforto dos peões e utentes de bicicleta ao longo do corredor.

Mais segurança rodoviária para todos

O autarca diz ter o objectivo de «revolucionar a mobilidade no concelho», tendo ainda previstas mais três ciclovias no concelho: entre Vila Fria e Leceia (920 metros), na Estrada das Biscoiteiras, entre Linda-a-Velha e o Estádio Nacional (1,7km) e entre a Estrada da Medrosa, ligando a estação de Oeiras e a praia da Torre.

A Câmara Municipal de Oeiras continua a apostar na mobilidade suave e em fazer crescer a rede de ciclovias no concelho, que atualmente é de 15.360 metros, para os cerca de 40 quilómetros, nos próximos 2/3 anos, o que irá permitir uma maior mobilidade aos seus munícipes.

Durante a cerimónia de inauguração desta nova via ciclável e pedonal, que decorreu no Parque das Perdizes, a Câmara de Oeiras sorteou 25 bicicletas entre os participantes neste acto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here