Oeiras vai continuar a entregar, até ao fim deste ano, chaves de habitação para jovens. Segunda-feira, é mais um dia de para 11 jovens do concelho terem direito a casa nova na vila de Oeiras.O Município de Oeiras vai inaugurar, 2ª feira (11 de novembro), mais um edifício no âmbito do Programa Habitação Jovem nos Centros Históricos, na Rua Marquês de Pombal, números 3, 5 e 7, em plena vila de Oeiras.

Nesta zona da vila de Oeiras foram criados 11 fogos para arrendamento jovem, sendo três de tipologia T0, sete T1 e um T2. Até ao momento, a edilidade investiu 13.590.000,00 euros na compra de 24 edifícios e na reabilitação de 16 prédios para Habitação Jovem, tendo atribuído 53 fogos a jovens do concelho.

A reabilitação deste conjunto edificado incluiu a recuperação do edifício existente (adaptação aos novos usos habitacionais e comerciais) e construção de um novo edifício, tendo em conta o seu enquadramento na malha urbana do quarteirão e alinhamento com os adjacentes, o que resultou numa integração arquitetónica por contraste Antigo/Contemporâneo. Refira-se ainda que foi aproveitado o logradouro, com cerca de 500 m2, para zona de estadia.

No piso térreo do edifício foram mantidos os dois espaços comerciais, incluindo um restaurante com esplanada no logradouro e, no edifício novo, foi criado um espaço de garagem com cinco lugares de estacionamento.

Esta reabilitação complementa o Programa Habitação Jovem no Centro Histórico de Oeiras, aliando-se aos três edifícios já reabilitados na Rua Cândido dos Reis e na Rua da Costa e à obra em curso no Largo da Boavista, totalizando 22 fogos já concluídos e nove em obra, ou seja, um total de 31.

Segundo um comunicado da autarquia, atualmente o município de Oeiras adquiriu 24 edifícios no âmbito do Programa Habitação Jovem dos Centros Históricos (Paço de Arcos, Oeiras, Algés, Dafundo, Barcarena, Leião, Porto Salvo, Carnaxide e Queijas), sendo que 11 destes imóveis, após as obras de reabilitação, encontram-se concluídos, totalizando 53 fogos. Outros três edifícios encontram-se em fase de conclusão, com 16 fogos, prevendo-se a sua atribuição até ao final do ano em curso.

Em fase de reabilitação encontram-se dois edifícios, com um total de 41 fogos, localizados em Oeiras e Paço de Arcos.

Em fase de projeto ou procedimento estão oito edifícios, com 43 fogos, localizados em Algés, Dafundo, Paço de Arcos, Oeiras e Porto Salvo, tendo uma estimativa orçamentada em 5.240.00,00 €.

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.