«Silêncio, que se cantará Amália» é um dos possíveis refrões das marchas populares de 2020, no ano em que Lisboa é Capital Verde Europeia.A diva do fado, Amália Rodrigues, cujo centenário de nascimento é celebrado em 2020, é o tema central das Marchas Populares de Lisboa do próximo ano. Este anúncio foi feito, hoje, pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, no decorrer da cerimónia de entrega dos troféus às marchas populares de Lisboa de 2019.

O presidente da edilidade, que se encontrava acompanhado pela vereadora da cultura, Catarina Vaz Pinto, e pela presidente da EGEAC, Joana Gomes Cardoso, fez questão de relembrar que, em 2020, Lisboa é Capital Verde Europeia e, por isso, as marchas também devem «cantar» a necessidades de lutarmos por «um ambiente mais sustentável».

Nessa perspetiva, defendeu que, sempre que possível, utilizem materiais «amigos do ambiente».

Assim, em 2020, no Altice Arena e na Avenida da Liberdade, vai sentir-se Amália nas interpretações das diversas marchas populares a concurso que, possivelmente, também poderão interpretar, coreografar e cantar temas relacionados com a «sustentação ambiental».

Na cerimónia, onde também foram atribuídos também troféus às três marchas extra-concurso (Marcha Infantil Voz do Operário, Marcha dos Mercados e Marcha da Santa Casa), participaram ainda os membros do júri, representantes das coletividades, patrocinadores e presidentes das juntas de freguesia.

O bairro do Alto da Pina foi o vencedor da edição deste ano das Marchas Populares de Lisboa.

Com centenas de participantes, o 87.º concurso das marchas contou com 20 marchas a concurso.

TROFÉUS POR CATEGORIAS

Cenografia: Marcha de S. Vicente e Marcha de Carnide

Coreografia: Marcha do Alto do Pina

Desfile na Avenida da Liberdade: Marcha do Alto do Pina

Figurinos: Marcha do Alto do Pina, Marcha de S. Vicente e Marcha de Alfama

Letra: Marcha do Alto do Pina e Marcha do Bairro Alto

Melhor Composição Original: Marcha do Alto do Pina com “Alto lá com o Alto do Pina”

Musicalidade: Marcha da Mouraria

Júri da 87.ª edição das Marchas Populares de Lisboa: 

Presidente do Júri: Pedro Santos Franco

Apreciação da Coreografia: Cláudia Nóvoa

Apreciação da Cenografia: António Jorge Gonçalves

Apreciação do Figurino: Joana Barrios

Apreciação da Letra: Tito Lívio

Apreciação da Música: Ricardo Parreira

Apreciação Global: Joana Amendoeira

Representante da EGEAC: Cecília Folgado

 

 

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.