BRASA DO PRIOR FARTURA E QUALIDADE À MODA DO NORTE

0

O chef Vítor Silva, acompanhado pela sua mulher, Natacha Lobo, mudou-se de armas e bagagens da zona do Porto para o Prior Velho, Loures. Com mais 20 anos de experiência na restauração, o empresário trouxe, para além da sua companheira e braço-direito,  praticamente toda a sua equipa para a “nova” Brasa do Prior, uma casa com pergaminhos na zona, mas que necessitava de uma nova vida para voltar à ribalta.

A decisão, assume o atual proprietário, foi algo “arriscada”, até porque ocorreu há apenas 3 meses, em plena pandemia de Covid-19, mas Vítor não é homem de virar a cara à luta e, agora, a Brasa do Prior já começa outra vez a ser badalada como referência no setor das churrasqueiras na zona.

Com um novo conceito, assente na tradicional fartura dos restaurantes do Porto, tem surpreendido a clientela e já está “no bom caminho” para se tornar na grande referência gastronómica do Prior Velho (e não só). Entre as iguarias que merecem referência, destaca-se a deliciosa francesinha, as tripas à moda do Porto, a posta de vitela guarnecida (com batata fita caseira, salada e legumes), mas também o cabrito inteiro guarnecido, bem como o leitão assado e os bacalhaus (com broa, à Braga, e Zé do Pipo), feitos na hora e que já fazem as delícias dos clientes. Comida feita “com muito amor” e para saborear até ao último pedaço.

Como não poderia deixar de ser, os grelhados ocupam também lugar de destaque no cardápio da Brasa do Prior. O “franguinho” assado, de um calibre mais pequeno do que o habitual, e que vem acompanhado de um delicioso molho de manteiga, é já um dos ex-líbris desta churrasqueira e, sublinha Vítor Silva, acaba por ficar mais em conta do que os frangos da concorrência. Também a picanha à brasileira guarnecida (com batata frita, arroz, feijão preto, farofa, banana e couve mineira) é um dos “emblemas” da Brasa do Prior.

Vítor Silva destaca ainda a oferta de variados pratos do dia, a “preços justo”, em que uma dose “dá para três pessoas”, como bom restaurante nortenho. Todos eles são conservados em banho-maria para não perderem frescura e qualidade e chegarem a casa dos clientes ainda “a fumegar”.

Se for apreciador, pode acompanhar estes pratos com o “vinho da casa”, branco, tinto e rosé, que são um exclusivo da Brasa do Prior e uma verdadeira delícia em forma de líquido.





O proprietário revela que, apesar do momento pandémico, a Brasa do Prior está a fazer um caminho seguro para se tornar numa casa “de renome na área”, onde impera a fartura, a qualidade dos produtos e o profissionalismo de uma equipa com pergaminhos na restauração.

Não obstante a sua “tenra idade”, a fama da nova Brasa do Prior já é uma referência na zona oriente da cidade de Lisboa, desde o Parque das Nações, a Moscavide, Portela, Sacavém, Prior Velho e arredores onde conquistou o palato de muitos, mas Vítor tem a ambição de vir a ser conhecido “em toda a Lisboa”. E tem toda a razão! Este novo conceito gastronómico, de comida de conforto e de doses mais do que generosas, promete deixar a sua marca no panorama restaurativo “lisboeta” e na alma de todos os seus clientes.

Avenida de Moçambique, 89A 2685-338 Prior Velho.

Encomendas: 219 413 475/969 173 899 ou através de Ubereats.com

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here